30 de setembro de 2022

A Vertigem das Listas: Dez Bandeiras Interessantes


Ísis: Acho que baixou o Sheldon (The Big Bang Theory) hoje e resolvi propor o tema bandeiras. Que eu saiba, nunca antes escolhemos esse tema, e talvez por isso seja desafiador para ambas… mas vamos lá tentar.Hoje é dia de Dez Bandeiras Interessantes!


____________________________________

 
22 de setembro de 2022

Livros para ler na Primavera


E cá estamos nós, em mais um equinócio, observando o desabrochar das flores, revivendo jardins ou vasinhos modestos (ou não) em selvas de apartamento. Primavera chegou, e com ela… mais uma recomendação de leituras primaveris cá no Coruja.


____________________________________

 
20 de setembro de 2022

Projeto Agatha Christie: Um Destino Ignorado


O homem sentado atrás da mesa moveu um pesa-papéis em vidro alguns centímetros para a direita. Seu semblante parecia mais sem expressão do que pensativo ou disperso. Tinha a tez pálida de quem passa a maior parte do dia sob luz artificial. Dava para ver que vivia enfurnado entre mesas e arquivos. Parecia natural que, para chegar à sua sala, fosse necessário atravessar longos corredores subterrâneos. Seria difícil precisar sua idade. Não parecia nem velho nem novo. No rosto liso e sem rugas, os olhos denotavam um grande cansaço.

O outro homem na sala era mais velho. Moreno, com um pequeno bigode militar, emanava vivacidade e energia. Não conseguia ficar parado. Andava de um lado para o outro, soltando observações bruscas aqui e ali.

– Relatórios! – exclamou de modo explosivo. – Relatórios e mais relatórios para quê?

O homem sentado à mesa olhou para os papéis à sua frente. Sobre eles havia um cartão oficial onde se lia “Betterton, Thomas Charles”. Depois do nome havia um ponto de interrogação.

Um Destino Ignorado é um dos romances isolados de Christie - menos história de detetives e mais thriller político mergulhado no contexto da Guerra Fria. Publicado originalmente em 1954, começa com uma série de cientistas desaparecendo misteriosamente na Europa Ocidental, para então nos apresentar Hilary Craven, uma mulher que não tem nada a perder, anseia pela morte, e é convidada a uma missão potencialmente suicida que talvez ajude a identificar quem está por trás dos sumiços.


____________________________________

 
9 de setembro de 2022

Gente Ansiosa: o humor como resistência


"Homens e mulheres vivendo meses com dificuldade para respirar e indo a um médico após o outro porque pensam que tem algo de errado com seus pulmões. Tudo porque é muito difícil admitir que foi outra coisa que… se rompeu. Que é uma dor em nossa alma, pesos de chumbo invisíveis em nosso sangue, uma pressão indescritível no peito. Nossos cérebros estão mentindo para nós, dizendo que vamos morrer. Mas não há problema nenhum em nossos pulmões, Zara."

Gente Ansiosa foi uma daquelas histórias em que fiz o ‘caminho inverso’ de ver a adaptação e só depois ler o livro. Mas ele estava na minha mira desde o lançamento em inglês, quando foi indicado ao Goodreads Choice Awards 2020 na categoria ficção (combinemos que o ano tinha tudo a ver com o título…). A razão, contudo, era menos o prêmio e mais o autor, vez que eu me encantara com a sensibilidade de Fredrik Backman em Um Homem Chamado Ove.


____________________________________

 
29 de agosto de 2022

Projeto Agatha Christie: Morte nas Nuvens


— Pura esperteza — retrucou Japp. — E quanto à tal zarabatana que ele apresentou hoje, quem pode afirmar que é a mesma que comprou há dois anos atrás? A coisa toda me parece suspeitíssima. Não acho muito saudável alguém andar sempre às voltas com histórias de crime e detetives, imaginando tudo quanto é espécie de caso. Acaba metendo idéias na cabeça.

— Não há dúvida que um escritor tem que ter idéias na cabeça — concordou Poirot.

Publicado em 1935, primeiro nos Estados Unidos com o título de Death in the Air e logo depois no Reino Unido com o título original, Morte nas Nuvens foi um dos romances de Christie que mais me surpreendeu dos últimos que li (uma impressão que ficará até começar o próximo e descobrir que o tapete sumiu sob meus pés).


____________________________________

 
24 de agosto de 2022

A Vertigem das Listas: Dez Museus Favoritos


Lulu: Uma das coisas que mais gosto de fazer quando viajo é visitar museus, especialmente os interativos. Planejo dias inteiros em cima de passeios históricos e artísticos e acho que é sempre uma experiência muito legal as possibilidades de descoberta e deslumbramento que um bom museu traz.

Assim, decidi que para esse mês, compartilharemos no vertigem os nossos Dez Museus Favoritos (a conta final vai dar mais de dez, e ainda vai faltar um bocado do que eu queria colocar, mas vamos tentar). Vejamos o que vem por aí…


____________________________________

 

Sobre

Livros, viagens, filosofia de botequim e causos da carochinha: o Coruja em Teto de Zinco Quente foi criado para ser um depósito de ideias, opiniões, debates e resmungos sobre a vida, o universo e tudo o mais. Para saber mais, clique aqui.

Cadastre seu email e receba a newsletter do blog

powered by TinyLetter

facebook

Arquivo do blog