quinta-feira, 2 de dezembro de 2010

Desafio Literário 2010 - Dezembro: Coração



“Quando você leva um livro numa viagem”, dissera Mo quando ela pôs o primeiro no baú, “acontece uma coisa estranha: o livro começa a colecionar lembranças. Depois basta abri-lo, e você já está de novo no lugar onde o leu. Tudo volta, já nas primeiras palavras: as imagens, os cheiros, o sorvete que você tomou enquanto lia... Acredite, os livros são como papel pega-moscas. Não existe nada melhor para grudar lembranças do que páginas impressas.”


Das muitas coisas que gostei em Coração de Tinta - e não foram poucas – uma das minhas favoritas foram as epígrafes com que cada capítulo começa. Há pequenos tesouros ali, citações que (1) me deixaram morna e contente, como quem acaba de tomar uma caneca de chocolate num dia frio enquanto escuta suas músicas favoritas, aquelas que te tocam o coração e (2) já me fizeram adicionar novos títulos a minha interminável lista de ‘livros que quero ler’.

Assisti já faz um tempo o filme baseado nesse primeiro volume – trata-se de uma trilogia (e eu já estou com as mãos no segundo... hehehe) – e me encantei. Não é nenhuma obra-prima, mas é um filme leve, gostoso e, claro, ele fala sobre livros.




Caso alguém ainda não tenha percebido, eu tenho assim uma certa fascinação com histórias que falam sobre histórias, histórias que tenham livros e escritores como personagens. Viva a função metalingüística do texto!

Em todo caso... a história de Coração de Tinta é narrada por Meggie, uma garota de 12 anos que vive com o pai, Mo, um restaurador de livros. Mo tem um dom maravilhoso: é capaz de, ao ler em voz alta, de dar vida, de forma literal, aos livros.

Isso pode ser considerado tanto um dom quanto uma maldição. Quando Mo lê em voz alta, ele pode trazer coisas do mundo dos livros para o nosso, mas, em compensação, alguma coisa do nosso mundo é levada para o livro que ele está lendo.

Assim é que nove anos antes da história começar, Mo leu um livro chamado "Coração de Tinta" para a esposa... e, de repente, não mais que de repente, três homens estranhos estavam na sua sala de visitas... e a mulher tinha desaparecido.

Os três homens eram Dedo Empoeirado, um malabarista de fogo, Capricórnio, o grande vilão da história, e Basta, seu fiel cupincha.

Claro que de todos os personagens maravilhosos do livro, Mo tinha de trazer exatamente o cara mau. Afinal, para que fadinhas e duendes?

Pelos nove anos seguintes, Dedo Empoeirado adoeceu de saudade, Mo fugiu de Capricórnio e Basta com a filha e Capricórnio se adaptou maravilhosamente bem ao nosso mundo. Tanto que ele não quer de forma alguma voltar para dentro de sua história.

Só que agora Capricórnio os encontrou... e Meggie irá descobrir não apenas sobre a verdadeira história do desaparecimento de sua mãe, como passará por grandes apuros.

E isso só na primeira parte do livro.

Não preciso nem dizer que o livro é muito superior ao filme - mais empolgante, mais sombrio, mais doce, mais engraçado. Elinor, a tia resmungona viciada em livros da mãe de Meggie, continua sendo minha personagem favorita. Pense numa mulher de língua suja e que sabe praguejar...

Agora que terminei o primeiro, estou indo para o segundo. Espero que não me decepcione. Mas acho que isso não vai acontecer - já li outras histórias da Cornelia Funke e todas me deixaram com aquela nostalgia dos tempos de infância e um sorriso assim meio bobo, meio longe do mundo.

E esse foi o último livro do Desafio Literário. Agora, à retrospectiva do DL ao longo do ano - porque a experiência definitivamente merece um balanço!

Nota: 5
(de 1 a 5, sendo: 1 – Péssimo; 2 – Ruim; 3 – Regular; 4 – Bom; 5 – Excelente)

Ficha Bibliográfica

Título: Coração de Tinta
Autor: Cornelia Funke
Editora: Companhia das Letras
Ano: 2010
Número de páginas: 455




A Coruja

11 comentários:

  1. Oi Lu, adorei a resenha, e também adoro o filme... Ainda não tive a oportunidade de ler o livro, os livros dessa autora são sempre caros, e não tá dando p comprar...rsrsrs...
    Beijossss

    ResponderExcluir
  2. Sempre tive curiosidade sobre este livro, sua resenha esta' o'tima! Fiquei animada ... Beijos

    ResponderExcluir
  3. foi minha opção reserva, ainda hei de ler!

    ResponderExcluir
  4. Infelizmente divergimos tia Owl! Achei o livro muito fraco em todos os aspectos: a premissa parece boa mas se contenta com isso; não inova, não contagia, e é péssimamente desenvolvida. Enquanto lia o livro tinha a clara impressão de que minha inteligência estava sendo subestimada. Os personagens são fracos e é necessária muita força de vontade para simpatizar com algum, são todos rasos e suas atitudes são, em maioria, estúpidas. De qualquer forma, opinião é opinião e cabe a mim respeitar a sua e expor a minha. inté!

    ResponderExcluir
  5. Ah que super! Eu achava que a estória não me empolgaria, mas só a sua resenha já me deixou empolgada!
    Vou atrás!
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. EU adorei o livro, muito bom mesmo!! ELinor me conquistou demais!!!
    PArabens por vencer o desaio!

    ResponderExcluir
  7. Conheço um pouquinho do que se trata pelo trailer que vi no cinema. É um livro que quero ler também. Que resenha gostosa de ler! =D

    ResponderExcluir
  8. As resenhas têm falado bem desse livro, talvez eu dê uma chance a ele em breve.

    Bjos

    ResponderExcluir
  9. Adorei a imagem, "morna e quente como que tomou uma xícara de chocolate". Vi o filme, que, confesso, não me empolgou tanto. Mas os livros sempre nos surpreendem, boa resenha.

    ResponderExcluir
  10. "eu tenho assim uma certa fascinação com histórias que falam sobre histórias, histórias que tenham livros e escritores como personagens"

    Também adoro isso. Também foi o livro que li e não me decepcionou.
    Adorei sua resenha. Dá uma olhada na minha:
    http://meucantinholiterario.blogspot.com/2010/12/desafio-literario-dezembro-coracao-de.html

    ResponderExcluir
  11. Outra coisa: passeando pelo seu blog, vi que você é fã de Austen? Legal, eu também. Meu blog é para discutir ela e Tolkien, meus dois vícios literários. Vi os desenhos aí do lado, Penélope e os outros, vc que fez? Lindos! Posso pegar pra mim?
    Já tô te seguindo!

    ResponderExcluir