1 de dezembro de 2016

Desafio Corujesco 2017 - versão Mistério Randômico


Eu normalmente lanço a ideia do Desafio Corujesco mais cedo, por volta de outubro - até para dar tempo de fazer a lista dos livros a ler e todo mundo se inteirar do projeto... mas esse ano decidi fazer algo um pouco diferente - na verdade, uma parceria com uma amiga querida, a Tábata do blog Randomicidades - e por isso o Desafio tem o subtítulo de Mistério Randômico.

Mas, como diria nosso amigo Jack, o estripador, vamos por partes, não é mesmo?

Em anos anteriores, sugeri desafios extras - ou bônus - dentro de cada tema do Desafio. Esse ano, a sugestão é que se insira um pouco mais de... aleatoriedade no processo de escolha dos livros a serem lidos. Não significa necessariamente que a escolha tenha de ser total e completamente aleatória se o leitor não se sente confortável com isso. O desafio aqui é tentar aplicar uma ‘randomicidade’ a pelo menos três temas das leituras. O mistério que aparece no título do Desafio Corujesco 2017 pode ser de gênero - se quiser, pode ler todos os livros dentro do gênero mistério (que é o que a Tatá vai fazer, e vocês podem ver mais detalhes sobre a parte dela do desafio aqui) - mas, a princípio, é o mistério causado pela escolha aleatória do título a ser lido a cada mês.

Dito isso, temos algumas sugestões de "regras de aleatoriedade" que vocês podem seguir para escolher qual será a leitura de cada mês:

Primeira Randomicidade: Faça uma pilha/lista dos livros que você tem disponíveis para leitura no tema proposto. Mostre-a em uma rede social (ou mesmo num grupo de amigos do whatsapp) e peça que escolham sua próxima leitura. Se você não se sente à vontade com redes sociais, então pode pedir a outra pessoa aleatória - a primeira que passar pela sua mesa quando você terminar a lista ou algo do tipo.

Segunda Randomicidade: Pegue um globo. Ou um mapa. Ou pesquise o mapa múndi e coloque-o na tela do computador. Feche os olhos e coloque o dedo no mapa. Utilize o país em que seu dedo caiu para escolher o livro - seja porque o autor é natural desse país, seja porque a história se passa por lá. Caso seu dedo tenha caído no meio de algum oceano, leia uma história que se passe em alto-mar. Ou num rio. Num cruzeiro. Numa lagoa. A escolha é sua.

Terceira Randomicidade: No caso de escolher contos dentro dos temas propostos (e não apenas no mês em que se pede para fazer o diário de contos, embora nesse caso também seja possível), não se restrinja a um único autor ou livro. Escolha de forma aleatória dez histórias, de dez autores/antologias diferentes e compare diferentes estilos, diferentes gêneros.

Vocês podem criar suas próprias regras aleatórias para 'randomizar' a escolha da próxima leitura no Desafio. Uma boa sugestão é criar um jarro de TBR (To Be Read) - algo de que já falei num post sobre meus hábitos neuróticos de leitura. Enfim, a escolha é do leitor!

Feitas todas essas considerações, vamos ao que todo mundo realmente estava na expectativa de ver... a lista de temas do Desafio para 2017! Começamos de fevereiro e terminamos em novembro, porque Lulu também merece uma pausa para apertar todos os parafusos dela no começo do ano e porque final de ano é sempre uma baita correria... Mas, enfim, vamos lá ao que interessa então!

Fevereiro - Um Livro que seja um Marco dentro do seu Gênero: Pode ser uma história que tenha inaugurado o gênero literário de que faz parte (Dupin do Edgar Allan Poe é considerado o início das histórias de detetives), que mudou a forma como se encara aquele gênero (porque criou um personagem arquétipo ou algo do tipo, tipo, Sherlock Holmes), que ganhou tantos prêmios que quebrou a banca ou mesmo que tenha se tornado sinônimo do gênero (Agatha Christie é um nome que automaticamente ligamos ao tema).

Março - Um Livro que teve uma Adaptação: Basicamente, um título que tenha sido de alguma forma adaptado: ele pode ter servido de inspiração para um filme, uma série, uma história em quadrinhos, um musical… A ideia aqui é comparar original e adaptação e entender como eles dialogam entre si, se a interpretação do original ganha com a versão adaptada. Trabalho investigativo de primeira, hum?

Abril - Uma História Baseada em Fatos Reais: O tema é auto-explicativo. Pode ser um romance inspirado numa história real ou pode ser o próprio relato do caso. Talvez até um livro-reportagem. E nada mais tenho a declarar sobre o assunto.

Maio - Um Livro que Você tem mas Nunca Leu: Outro que não precisa de maiores explicações. Esse daqui é um mês para vasculhar na estante aquele livro que está escondido, caído atrás dos outros, em algum compartimento secreto escondido - talvez algo que você ganhou, mas nunca se empolgou muito em começar, algo de que você não sabe o que esperar. Deixe-se surpreeender!

Junho - Uma História que se Passa no Futuro: Nesse caso, pode ser também um futuro de uma história alternativa à nossa - o que significaria que não temos como confirmar se ela está na mesma linha temporal que estamos, de forma que ele pode ser equivalente ao nosso passado. Um exemplo desse paradoxo? O Homem do Castelo Alto, de Philip K. Dick, onde temos o futuro de um mundo em que Hitler venceu a guerra.

Julho - Um Livro que seja uma Indicação de Algum Conhecido: Eu sei que já há uma regra das randomicidades que sugere pedir sugestões, mas é algo que pode ou não ser aplicado a depender da escolha do leitor. Aqui, a sugestão se torna tema e, ei, pelo menos não estou pedindo para vocês pararem pessoas na rua pedindo indicações para elas (se bem que eu poderia fazer exatamente isso, não é mesmo?)

Agosto - Fazer um Diário de Contos: Eu adoro contos, acho fantástico como eles conseguem contar uma história completa no espaço de poucas páginas, desenvolvendo toda a ação sem grandes prolixidades. O desafio em específico não é apenas ler um livro de contos, mas criar um diário dos contos lidos ao longo do mês de agosto. Você pode ler um conto por dia (como fiz no meu projeto 1 Ano, 365 Contos) de diferentes livros, todos os dias do mês, ou pode ler um único livro de vários contos e fazer o diário à medida que for terminando as histórias.

Pode-se utilizar esse diário para fazer uma média de quantas páginas/horas você lê ao mês ou o horário em que você prefere ler, onde você faz suas leituras… Ele não é apenas uma resenha de um livro, como nos outros meses, mas um vislumbre nos seus próprios hábitos de leitura. Afinal, conhece-te a ti mesmo antes de começar a investigar os outros, não é mesmo? Manter um diário nesse estilo pode ser bastante divertido!

Setembro - Um Livro de um Autor que Você Nunca Leu: De novo, o sentido está bastante óbvio. Dê uma chance ao desconhecido. Feche os olhos e pule!

Outubro - Uma História que Combine com o Halloween: Pode ser uma história que se passa no dia das bruxas, pode ser uma história que tenha criaturas fantásticas e outras assombrações, pode ser simplesmente uma história que te provoque calafrios. Pode ser romance, terror, aventura, suspense… o importante é que ele faça lembrar o dia das bruxas.

Novembro - Um Livro de um Autor Brasileiro: Porque é sempre bom saber o que se anda produzindo em terra brasilis. Temos bons autores policiais cá no Brasil - na minha opinião, é um gênero que se ajusta muito bem à nossa realidade. Mas, claro, vocês não precisam se restringir aos autores policiais ou mesmo escolher uma história que além do autor tenha a ação também passada por aqui. A escolha é sua.

E é isso, pessoal. Temos dois meses antes do desafio começar. Preparem suas lupas, coloquem as células cinzentas para trabalhar e que os jogos comecem!

(Acho que misturei todas as referências, inclusive as não propositais...)


A Coruja


____________________________________

 

2 comentários:

  1. Setembro será um mês bem interessante, eu geralmente gosto de dar espaço para o novo. Farei o desafio, vamos jogar. :D

    Abraços
    naciadelivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Já preparei meu desafio para 2017! Só fiz uma pequena adaptação para o tema de agosto ;-)
    http://leiturasdelaura.blogspot.com.br/2016/12/desafio-literario-2017.html

    ResponderExcluir

Sobre

Livros, viagens, filosofia de botequim e causos da carochinha: o Coruja em Teto de Zinco Quente foi criado para ser um depósito de ideias, opiniões, debates e resmungos sobre a vida, o universo e tudo o mais.

Cadastre seu email e receba as atualizações do blog

facebook

Arquivo do blog