26 de janeiro de 2016

Desafio Corujesco 2016 - Um Livro Escrito em Cartas || As Relações Perigosas

Sejamos sinceros: em nossos arranjos, tão frios quanto fáceis, o que chamamos de felicidade não passa de mero prazer.
Para abrir meu Desafio Corujesco desse ano, decidi ler As Relações Perigosas, clássico francês que causou furor à época em que foi publicado e que alguns críticos reputam ser parte da razão de ter eclodido a Revolução Francesa – o retrato de uma aristocracia indolente e perversa que se compraz em jogos de poder sem se importar sobre em quem estão pisando teria inflamado muitos descontentes com o regime.

O livro chegou a ser julgado e condenado em tribunal, com direito a queima em praça pública. Mesmo assim, foi um sucesso, com cópias compradas secretamente até por Maria Antonieta.

Ao terminar o livro, perguntei-me com meus botões porque há quem prefira ler coisas como 50 Tons de Cinza quando livros como esse existem para serem lidos.

A partida jogada entre a Marquesa de Merteuil e o Visconde de Valmont é sórdida em todos os seus detalhes e ao sermos convidados a compartilhar de suas cartas, penetramos uma intimidade carregada de erotismo. Não há nada particularmente explícito, mas a intensidade do jogo e a forma como a rede vai se fechando em torno dos personagens nos deixa de garganta seca, nos abanando com abandono em nossas poltronas.

É surreal a forma como de Laclos consegue nos seduzir, enredar em sua trama. Primeiro porque ele deixa a entender que tudo aquilo é uma história real – e não neguemos que toda sociedade gosta de um bom escândalo. Segundo, porque nos tornamos de certa forma seus cúmplices ao ultrapassar o sigilo de uma correspondência privada – e os correspondentes de todas essas cartas acreditam que estão seguros, e é isso que lhes permite trocar tantas confidências com tanta candura.

É interessante refletir sobre isso nos dias de hoje, quando nossa privacidade vive constantemente em jogo nas comunicações eletrônicas. Fotos íntimas, e-mails, mensagens de texto... nada disso desaparece uma vez que coloquemos na rede. E, muitas vezes, o que acreditamos ser privado está a apenas alguns cliques de cair em público.

As Relações Perigosas não é um livro romântico e toda a história caminha claramente para uma tragédia desde o começo. É intensamente passional, mas, ao menos na superfície imediata, não é a paixão que move os protagonistas – especialmente os mestres de marionetes que orquestram toda a ação – mas o tédio e o gozo da caçada.

Este é um livro sobre sexo – um livro BEM ESCRITO sobre sexo, vamos deixar claro. Mas é também sobre como as pessoas influenciam e são influenciadas pelas aparências e como isso é julgado pela sociedade. Em outras palavras, embora já tenham se passado mais de 200 anos de sua publicação, é uma história que continua bastante atual.

Nota:
(de 1 a 5, sendo: 1 – Não Gostei; 2 – Mais ou Menos; 3 – Gostei; 4 – Gostei muito; 5 – Excelente)

Ficha Bibliográfica

Título: As Relações Perigosas
Autor: Choderlos de Laclos
Tradução: Dorothée de Bruchard
Editora: Penguin Companhia
Ano: 2012

Onde Comprar

Amazon || Cultura || Saraiva


A Coruja


____________________________________

 

10 comentários:

  1. Esse é um dos livros que herdei da biblioteca da mama e é um de uma coleção de clássicos da Editora Globo. Não sabia que era epistolar! Tenho pensado em ler desde que saiu a minissérie na Globo. Tu já viu o filme com a Pffeiffer e o Malkovich? Smacks pra ti!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acredita que nunca assisti esse filme? A Régis disse que o Malkovich faz um fantástico Valmot, do tipo que a gente até simpatiza com a criatura... eu me lembro vagamente de ter visto a versão com a atriz Buffy caçadora de vampiros, mas é uma lembrança vaga de sessão da tarde...

      Curioso é que já tinha separado esse livro antes de começarem a anunciar o seriado... até pensei em ver a série tb, mas... cadê tempo? Janeiro foi um mês de outras prioridades... mas tentarei ler mais em fevereiro XD

      Excluir
  2. Bora marcar horario pra vermos juntas? pareceu interessante... :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você quer marcar horário para ver o quê exatamente? Porque existe um milhão de adaptações de As Relações Perigosas.

      Excluir
  3. Como eu disse lá no facebook, eu também li esse livro em janeiro e gostei bastante, embora não tenha me apegado a nenhum personagem. Para mim ele é tipo Madame Bovary: muito bem escrito, mas com personagens detestáveis! Vou participar do desafio, gostei dos temas que você estabeleceu, diferentes dos da blogosfera que eu tenho lido! :)

    Aqui vai o link da resenha de janeiro (e já estou com o meu de fevereiro para ler no carnaval!): http://www.tamiresdecarvalho.com/etc-desafio-corujesco-janeiro/

    O blog é novo, tá faltando instalar um layout bacana, mas a vontade de escrever supera qualquer coisa! :D
    Espero que goste! :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Maravilha, Tamires! Seja muito bem-vinda ao desafio! Tô indo lá no blog ler sua resenha ;)

      Excluir
  4. Esse era o meu escolhido pro desafio esse mês, mas como não achei nas livrarias da minha pequena cidade, acabei lendo "precisamos falar sobre kelvin" e não me arrependi. O livro é maravilhoso! Vou ficar te devendo a resenha Pq TO meio sem tempo, mas TO firme e forte no desafio 💪🏽

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tem problema não, Helene, quando der pra sair a resenha, vou querer ler ;) Que ótimo que está participando do desafio! Fico contente de ver tanta gente se desafiando assim ;)

      Excluir
  5. Eu ADORO esse livro! Foi um dos primeiros "clássicos" que eu li e fiquei tão animada que acabei tentando ler outros autores franceses, mas nada é tão interessante quando Ligações.
    Para esse mês eu li um monte de livros kkkkkkkkk
    http://leiturasdelaura.blogspot.com.br/2016/01/love-rosie.html
    http://leiturasdelaura.blogspot.com.br/2016/01/as-vantagens-de-ser-invisivel-perks-of.html
    http://leiturasdelaura.blogspot.com.br/2016/02/dracula.html
    http://leiturasdelaura.blogspot.com.br/2016/02/gone-girl-garota-exemplar.html
    Eu tinha planejado um monte de leituras para o tema de fevereiro, mas acho que vou ficar devendo, lendo só um livro dentro do tema :-(
    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa, montes de títulos interessantes... foi uma boa leva a de janeiro, hein?

      Excluir

Sobre

Livros, viagens, filosofia de botequim e causos da carochinha: o Coruja em Teto de Zinco Quente foi criado para ser um depósito de ideias, opiniões, debates e resmungos sobre a vida, o universo e tudo o mais.

Cadastre seu email e receba as atualizações do blog

facebook

Arquivo do blog