17 de janeiro de 2012

Para ler: Princesas e Damas Encantadas || Bruxas, Bruxos e os Feitiços Mais Cruéis que se Podem Imaginar



Era uma vez um rei que tinha uma esposa cujo nome era Árvore de Prata e uma filha cujo nome era Árvore de Ouro. Num certo dia, entre outros dias, Árvore de Ouro e Árvore de Prata foram a uma ravina em que havia uma fonte, e dentro da fonte havia uma truta.

Árvore de Prata disse:

– Trutinha, minha pequena camarada, não sou a mais bela rainha do mundo?

– Oh! De verdade? Você não é não!

– Mas quem é então?

– Ora, é Árvore de Ouro, sua filha.

Árvore de Prata foi para casa, cega de raiva.

Deitou-se na cama e jurou que nunca mais ficaria boa se não conseguisse comer o coração e o fígado de Árvore de Ouro, sua filha.


Desde que me entendo por gente, gosto de mitologia. É impossível não se sentir fascinado por elas, com suas viradas muitas vezes absurdas, intrigas, transformações mágicas, destinos inescapáveis, heróis que descem ao mundo dos mortos, mulheres cujos rostos lançaram ao mar dez mil navios, amores que resultaram em banhos de sangue.

Há mitos que existem praticamente em todas as culturas do mundo. Outros que guardam seu sentido em estrita ligação com a terra em que se originaram. Todos eles, contudo, falam à natureza e aos sonhos humanos – são universais.

Claro que uns são mais conhecidos que outros. Todos sabemos dos deuses do panteão greco-romano (às vezes sem nunca ter lido nada específico sobre o assunto). Os nórdicos também têm estado em alta, não apenas pelo caráter muitas vezes humorístico de suas sagas (inesquecível Thor vestido de mulher entre os gigantes...), mas pelo aproveitamento de seus temas em obras que vão da ópera de Wagner O Anel dos Nibelungos aos quadrinhos (e recentemente, filme) de Thor.

Algo da mitologia oriental se infiltrou em nosso imaginário popular por causa das Mil e Uma Noites - Alladin e seu gênio da lâmpada, Sinbad, o marujo, são personagens que todos conhecemos. Uns dez anos atrás, houve um reinteresse nos egípcios, à época em do lançamento da série mais famosa de Christian Jacq - Ramsés.

E, ultimamente, tenho visto sair muitos livros sobre mitologia celta (que adoro, por sinal...). Os dois últimos livros que li - Princesas e Damas Encantadas e Bruxas, Bruxos e os Feitiços Mais Cruéis que se Podem Imaginar estão dentro dessa leva. Ambos são antologias de contos populares celtas – em especial da região da Irlanda – reunidas pelo folclorista Joseph Jacobs.

São histórias sobre damas de rara beleza, como Deirdre, cujos amores acabaram por cobrir os campos de Éire com sangue; ou astutas e poderosas, como a filha do gigante em A Batalha dos Pássaros. Sobre duendes e seus cavalos encantados, capazes de atravessar continentes num piscar de olhos ou mesmo bruxas que acabam por fazer a fortuna de homens simples do povo. Histórias que conhecemos sob outras roupagens, como a Cinderela e a Branca de Neve.

Acompanhados de ilustrações fantásticas, que dialogam com os textos que representam, os dois livros fazem parte de uma coleção que pretende trazer não apenas os mitos celtas, mas de outras culturas pelo mundo, nem sempre conhecidas ou acessíveis do grande público. Eu aplaudo a iniciativa e obviamente, mal posso esperar por mais.

Há algo de extremamente poético nesses contos, que nem sempre guardam uma moral ou mesmo um felizes para sempre. São histórias para serem ouvidas, cantadas por um bardo no salão do rei – como a bela balada dos filhos de Lir (uma favorita minha). Histórias que nos transportam ao fundo das colinas, aos bailes dos sidhé, a boa gente encantada, de onde, talvez, nunca mais queiramos retornar...



A Coruja


____________________________________

 

2 comentários:

  1. Nossa, faz tanto tempo que não passo aqui o.o
    É bom saber que o blog não perdeu qualidade durante minha ausência, me arrisco a dizer que houve até um aumento :P

    ResponderExcluir

Sobre

Livros, viagens, filosofia de botequim e causos da carochinha: o Coruja em Teto de Zinco Quente foi criado para ser um depósito de ideias, opiniões, debates e resmungos sobre a vida, o universo e tudo o mais.

Cadastre seu email e receba as atualizações do blog

facebook

Arquivo do blog