27 de agosto de 2017

A Vertigem das Listas: Oito Mascotes que nos Roubaram o Coração


Ísis: Olá, caros leitores! Estamos chegando ao fim de agosto, mês do desgosto. Espero que o agosto de vocês não tenha feito jus ao título do mês. E em homenagem a essa reputação, hoje escolheremos OITO MASCOTES QUE NOS ROUBARAM O CORAÇÃO.

Lulu: Honestamente, não entendi a correlação entre o desgosto e os mascotes favoritos, mas, ok, o mês é seu, você que decide e pelo menos o tema não é particularmente surreal como costuma acontecer quando você é quem decide.

Ísis: A relação é de oposição. Para contrabalançar o efeito negativo que agosto tem, façamos algo positivo e fofo! :)

E o primeiro indicado, em homenagem à Dani, que anda meio sumida (mas está indo bem) é o bisão voador de Aang, que é o avatar no já amplamente citado desenho Avatar, o último dobrador de ar. Appa é uma criatura enorme, e à primeira vista, talvez até um pouco assustadora por isso. Entretanto, bisões voadores são dóceis, e Appa é um personagem tão querido que até um episódio dedicado a ele existe, premiado e tudo!


Gosto do Appa porque, além dele ser fofo, é leal e dócil. Apesar de não ser um lutador, já protegeu Aang e os outros diversas vezes, sem falar que ele que transporta todos de um lado a outro.


Lulu: Vou começar hoje com uma das últimas coisas que assisti e uma história que tem me deixado meio obcecada nos últimos tempos: indico Makkachin, do anime Yuri!!! on Ice. Makkachin é o poodle do cinco vezes campeão mundial de patinação no gelo, Victor Nikiforov. O russo é uma criatura extraordinariamente solitária - ao menos pelos vislumbres que podemos ver de seu passado, antes de aparecer no Japão para treinar Yuri - e Makkachin parece ser o único companheiro fiel do personagem.


Como mascote, Makka é dócil e divertido, fiel a Victor, mas não demorando a se apegar também a Yuri - que bem parece precisar no início da companhia de um cachorro, após perder o seu próprio. Makka é um ponto de encontro para Victor e Yuri, que, especialmente no início da história, estão funcionando em sintonias completamente diferentes e é tão importante para os dois que, mesmo quando não está fisicamente presente, aparece simbolicamente (o porta-lenços em forma de poodle com o qual Victor sempre espera Yuri nas competições).


Ísis: Essa do porta-lenços eu tenho quase certeza que é homenagem ao Yuzuru Han’yu, um dos top patinadores masculinos do mundo e o melhor do Japão. Ele sempre tem um do ursinho Pooh. Aliás as pessoas sempre jogam ursinhos Poohs no rinque após as apresentações dele… ^^’

Meu segundo indicado talvez nem se classifique, mas deixarei a cargo do leitor essa decisão. A questão é que ele vem de um daqueles animes/jogos/mangás que já têm vários “mascotes” por definição: Pokemon. É claro, refiro-me ao Pikachu do Satoshi (Ash). Vou deixar bem claro aqui que esse tipo não é nem de longe o meu favorito (no caso, seria o Vulpix, seguido de Chansey, Bulbassauro e Growlithe). Porém, o símbolo do anime e de toda a franquia é esse roedor elétrico teimoso, então será ele o indicado.


Interessante saber que a mulher que dubla a criatura já tem mais de 40 anos, e continua fazendo seu trabalho há pelo menos dez. Outro fato curioso é que a voz do Pikachu não é refeita em nenhum outro país. Vários pokemons são redublados, mas não o icônico rato elétrico. E ele pode até não ser meu preferido, mas definitivamente há várias cenas em que ele rouba meu coração, a exemplo de um dos últimos episódios de XYZ, quando Satoshi é nocauteado/raptado e Pikachu tenta defendê-lo.


Ou quando ele é dominado mentalmente, ordenado a atacar o Satoshi e, quando se recupera, faz aquela cara de “O que foi que eu fiz?!”...


Sem falar na clássica cena do primeiro filme, quando Satoshi vira pedra e Pikachu chora rios.


Essa me deixou chorando no cinema, e sempre que revejo… Tipo agora… :,(


Lulu: Ísis, considerando que a lista é sua, com as SUAS escolhas, porque você vai indicar um que não é seu favorito? O tema é seu, as regras são suas, escolha logo o vulpix e seja feliz!

Enfim, para minha segunda indicação nessa lista, jogarei aqui a mascote mais psicopata e bizarra que conheço, importada diretamente da série de livros Discworld, do Terry Pratchett: estou falando, claro, da Bagagem.


A Bagagem é um baú feito de madeira sapiente, pertencente originalmente a Duasflor, o primeiro turista do Disco, que a presenteou a Rincewind, o mago mais covarde e imprestável da Universidade Invisível. A Bagagem tem uma fileira de pés, mas também pode atravessar dimensões em sua jornada para ficar próxima de seu dono, especialmente se ocorrer uma separação entre eles. Abrindo e fechando o baú você pode encontrar diferentes espaços, para colocar suas coisas, incluindo uma configuração em que a Bagagem cresce dentes e devora os seus inimigos. De uma maneira bastante literal também, incluindo língua lambendo os beiços. E mesmo sem olhos ou uma cara reconhecível, você é perfeitamente capaz de perceber que ela está te julgando.

Onde arranjo uma Bagagem para mim?


Ísis: Esse parece interessante, e apresenta bem meu próximo: Catbus! O gato-ônibus também tem várias patas, e apesar de sua aparição no filme Meu Vizinho, Totoro ser muito breve, é meu personagem (e minha cena) preferido(a). Gosto dos olhos enormes e do favor que ele presta à Mei. :)


Lulu: Adoro Totoro, adoro o Catbus, tenho um Catbus inclusive na cabeceira da minha cama... mas tenho de dizer que o sorriso dele parece coisa de psicopata...

Enfim, continuando minha lista, vou indicar agora um dos mascotes da minha infância/adolescência: Kerberos, ou Kero, o guardião das cartas Clow e companheiro da Sakura no anime e mangá de Sakura Card Captors. Eu me divertia muito com o Kero, especialmente a implicância dele com o Syaroan Li… SCC marcou época, sendo até hoje uma das obras mais amadas de criação do CLAMP. Fora que minha amizade com a Ísis meio que começou por causa do anime, né?



Ísis: Verdade quanto ao anime ter sido um fator unificador para nós, mas não compartilho de seu amor pelo mascote dele, possivelmente DEVIDO à implicância do Kero com o meu Syaoran-sama! E também porque tenho raiva de personagens que saem comendo tudo sem consideração alguma por outros personagens, tipo a Magali.

E aqui apresento meu último indicado: “Karupin”, o gato de estimação de Echizen Ryouma (vide o Vertigem dos pirralhos). Diferente do Kero (ou de qualquer mascote de animes de garotas mágicas), Karupin não fala, ele não tem inúmeras aventuras com seu parceiro, como o Pikachu tem.



Lulu: Para terminar por hoje, é claro, óbvio e ululante que eu não poderia deixar de indicar… uma coruja! Hedwig - ou Edwiges como foi traduzido aqui no Brasil, é a bela coruja branca com que Hagrid presenteia Harry Potter pouco depois dos dois se conhecerem. Fiel, um tanto temperamental, mas sempre companheira, Hedwig esteve ao lado de Harry até a morte (uma das mais desnecessárias e estúpidas dos livros, mas, ok, não vamos mais reclamar sobre o assunto).


Enfim, quem não queria ter uma coruja como a Hedwig para chamar de sua, não é mesmo?


Ísis: Eita, Lu, pegou pesado! A Hedwig é linda e protesto o que aconteceu com ela! Sim, quero uma também! Mas enquanto não ganho a minha (abriu concurso para ganhar um Hedwig?), esperarei os comentários dos leitores! Até o próximo Vertigem!

Oito Mascotes que nos Roubaram o Coração

1. Appa, de Avatar: The Last Airbending
2. Makkachin, de Yuri!!! on Ice
3. Pikachu, de Pokemon
4. A Bagagem, de Discworld
5. Catbus, de Meu Vizinho, Totoro
6. Kerberos, de Sakura Card Captors
7. Karupin, de Tennis no Ouji-sama
8. Hedwig, de Harry Potter


____________________________________

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sobre

Livros, viagens, filosofia de botequim e causos da carochinha: o Coruja em Teto de Zinco Quente foi criado para ser um depósito de ideias, opiniões, debates e resmungos sobre a vida, o universo e tudo o mais.

Cadastre seu email e receba as atualizações do blog

facebook

Arquivo do blog