17 de outubro de 2015

Projetos Literários: Desafio Corujesco e Contos

Estamos já mais perto do que longe do fim do ano, o que aqui no Coruja significa começar a organizar nossa agenda para ano que vem – discutir temas para as colunas coletivas do zoológico, distribuir as colunas pessoais de forma a não sobrecarregar ninguém, aventar a possibilidade de novas colunas e, claro, estabelecer metas através de desafios literários.

No meu específico caso, estou aqui para entregar a lista da terceira edição do meu Desafio Corujesco, convidando quem quer que queira participar a compartilhar também sua lista. Mas decidi também fazer um segundo desafio, sobre o qual falarei mais ao fim da lista do DC.

Considerando que a quantidade de títulos não lidos na minha estante não se encontra mais nos três dígitos, vou deixar em aberto qual livro para cada tema – deixar para decidir quando chegar a época de ler.

Agora, sem mais delongas... vamos ao que interessa: a lista!


Janeiro: Um Livro Escrito em Cartas

Gosto muito de romances epistolares e em janeiro provavelmente estarei sentindo falta de postar Heróis de Papel... então, para lidar com essa despedida, começaremos o ano com cartas trocadas. Em tempo: vale ficção e não ficção aqui.

Se você precisa de sugestões, dê uma olhada nessa lista do Goodreads com indicações de leitores.

Bônus: Existe alguém – personagem fictício ou real – que você adoraria bisbilhotar a correspondência? Por quê?

Fevereiro: Um Livro Vencedor de Algum Prêmio

A depender do tipo de livro que você gosta, pode procurar títulos em prêmios específicos: o Pulitzer é um dos principais prêmios literários e seus vencedores quase todos se tornaram clássicos modernos; se você gosta de horror, dê uma olhada na lista de premiados do Bram Stoker; se Fantasia e Ficção Científica, tem o Nebula e o Hugo; se mistério, tem o Edgars e por aí afora...

Seja qual for seus gostos literários, é praticamente certo que você encontrará alguma premiação para aquele específico nicho.

Bônus: que motivos você acredita terem levado os jurados a escolherem o livro que você leu?

Março: Um Livro de uma Lista

Existem milhares de listas elaboradas por indicações de críticos e votos do público, para todos os temas possíveis e imagináveis. Listas de clássicos que você não pode morrer sem ler; listas dos melhores de cada parte do mundo; listas de mais ansiosamente esperados, de capas mais bonitas, de mais inspiradores e mais isso e aquilo e aquio outro...

Como os prêmios, tem listas para todos os gostos e gêneros. Escolha uma a seu bel-prazer e tire um livro de lá para ler esse mês.

Bônus: Que tal fazer sua própria lista dos seus livros favoritos que você acha que todo mundo tem necessariamente de ler? Ou de livros que VOCÊ acha que você não pode morrer sem ler?

Abril: Um Livro com Título Bem Longo

Pense rápido, vá na sua estante e escolha o título mais longo que você achar entre seus livros. Não importa gênero ou número de páginas: o importante é que o título seja o mais ridiculamente longo possível.

Bônus: Todos os pontos para quem conseguir encontrar um título com mais de dez palavras (mas, veja bem, tem de ser o título, não conta o subtítulo!)

Maio: Um Livro Escrito por uma Mulher

O tema de maio é bastante óbvio, não? No mês da mulher, leia mulheres.

Bônus: você acredita que existe algum tipo de diferença na forma como homens e mulheres escrevem? Por quê?

Junho: Um Livro com um Personagem Animal

Não precisa necessariamente ser o protagonista, mas que tenha um papel importante na história – como a baleia Moby Dick, ou o gato Maurice e seus ratos adestrados.

Bônus: qual a diferença entre escolher um protagonista humano e um animal? Personificar animais leva sempre a alegorias?

Julho: Um Livro de Não-Ficção

Eu estou acostumada a uma dieta quase inteiramente feita de ficção... então, vamos mudar um pouco a coisa aqui. Leia algum livro para se aprofundar num assunto que te interessa. Pode ser história ou ciência, memória ou análise crítica. Você decide!

Bônus: escolher um livro sobre alguma área que você não conhece. Nada como aprender algo completamente novo!

Agosto: Um Livro com Número no Título

O número pode estar escrito por extenso ou em forma decimal. Não importa o gênero, contanto que haja números!

Bônus: se o título do seu livro for apenas números, sem palavras.

Setembro: Um Livro Publicado no Ano do seu Nascimento

Pode parecer complicado, mas tanto a Wikipedia quanto o Goodreads tem listas de livros publicados ano a ano nos dois últimos séculos, pelo menos. Tenho certeza qu você conseguirá encontrar algo interessante para ler publicado no na em que você nasceu. Eu encontrei boas pedidas em 1986.

Bônus: qual era o contexto da época em que o livro foi escrito (e você nasceu)? Existe alguma reflexo desse contexto na obra?

Outubro: Um Livro com Título de uma Palavra Só

Tivemos o título mais longo, nada mais justo que tenhamos agora o título mais curto possível...

Bônus: se o seu título não é o nome de um personagem, mas uma palavra que não te entregue de imediato do que se trata a história.

Novembro: Um Livro para Terminar em Um Dia

Aqui é para ler um daqueles livros curtinhos, do tipo que lemos numa sentada só. Pode ser poesia e até uma graphic novel, mas que seja rápido de ler.

Bônus: quanto tempo você levou para ler? Qual a sua velocidade média de leitura?

Dezembro: Um Livro Publicado esse Ano

Aqui também não tem muito segredo, não é? Nem precisa explicar, o titulo é totalmente autoexplicativo.

Bônus: você tem algum livro pelo qual esteja esperando ansiosa para o próximo ano?

A lista para o próximo Desafio Corujesco é bem genérica, mas com bastante espaço para que eu saia da minha zona de conforto usual – que é, por óbvio, um dos objetivos de se ‘desafiar’.

Para além disso, vou me propor um segundo desafio em 2016, talvez um pouco mais pesado, mas acho que dá para fazer: o 1 Ano, 365 Contos. A idéia é ler um conto todo dia, durante um ano inteiro. Como quem toma remédio, pílulas diárias de literatura.


O ano que vem é bissexto, então sobra um dia para sair para o Réveillon. De resto, vou começar ou terminar ou inserir em algum momento do meu dia uma história curta – que pode vir de um livro, uma coletânea ou solto ou até da internet. Para cada conto lido, vou fazer uma entrada num ‘diário’ e todo último dia do mês compartilharei com vocês meu diário de leitura do projeto.

Inclusive aceito sugestões de contos que devo ler no meu projeto. Já separei alguns livros aqui em casa – Lovecraft, Oscar Wilde, Hemingway e Agatha Christie – mas quero tentar uma boa diversidade de autores.

Manter a leitura em dia será bem mais fácil que manter meu diário, mas farei o possível para fazer os dois juntos e não deixar para escrever tudo de uma vez só. Vamos ver o que podemos aprender com grandes contistas da Literatura.

E, por enquanto, é só. Tentarei não ir atrás de mais sarna para me coçar. Agora, voltemos à nossa programação normal enquanto nos bastidores preparamos aquilo que vem por aí...


A Coruja


____________________________________

 

7 comentários:

  1. Quero participar do desafio desse ano, como faz? Tem que escrever a resenha do livro que leu?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Helen, sinta-se à vontade, o desafio é algo pessoal. Se você quiser escrever resenhas para os livros que ler nele, e colocar o link aqui no Coruja (nas minhas resenhas do mês para o Desafio), eu vou ficar feliz em ir lá ler e comentar também. Mas se quiser só ler seguindo a lista para sair da sua usual zona de conforto ou algo do tipo, também é totalmente válido!

      Excluir
  2. Finalmente fiz a minha lista para 2016! Esse ano vou seguir apenas o seu desafio literário, mas a ideia é ler diversos livros para cada tema :-D
    Aqui:
    http://leiturasdelaura.blogspot.com.br/2015/12/desafio-literario-2016.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Opa! Vou lá dar uma olhada na tua lista!

      Excluir
  3. Lulu acho que vou fazer o desafio dos contos. Tenho vários livros de contos aqui em casa. O da Virginia Woolf "Contos Completos", da Katherine Mansfield (você já leu algum conto dela?), tenho todos, e os contos dos livros velhos que eram do meu pai. Um livrinho velho chamado "Cartas do meu moinho" de Alphonse Daudet, que aliás eu tenho dois iguais (coisas do meu pai), os Contos dos Irmãos Grimm, acho que é de 1900 (tenho que ler de máscara) e Lendas do Celeste Império, de contos chineses.
    Se você nunca leu Katherine Mansfield eu indico e acho que você vai se apaixonar, porque até Virginia Woolf se apaixonou pela escrita dela. Nesse blog você encontra links para todos os contos dela em inglês, para ler em uma sentada: http://kmansfield.lqx.me/obras/
    Perdi o mês de janeiro, então começo em 1 de fevereiro. XD

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tem funcionado muito bem pra mim, não vou negar... mas, bem, esse é só o primeiro mês... vamos ver como vai continuar ao longo do ano.

      Não me lembro de ter lido Katherine Mansfield, mas agradeço muito a indicação e vou guardar o link aqui - tenho livros para cumprir o desafio de janeiro, fevereiro e março e a partir daí vou começar a ler avulso através de indicações (como a sua) e listas.

      Excluir
  4. Gostei e vou participar! Os temas são diferentes do que eu tenho visto em blogs em geral!

    Segue a resenha de janeiro: http://www.tamiresdecarvalho.com/etc-desafio-corujesco-janeiro/

    :D

    ResponderExcluir

Sobre

Livros, viagens, filosofia de botequim e causos da carochinha: o Coruja em Teto de Zinco Quente foi criado para ser um depósito de ideias, opiniões, debates e resmungos sobre a vida, o universo e tudo o mais.

Cadastre seu email e receba as atualizações do blog

facebook

Arquivo do blog