13 de outubro de 2014

Desafio Corujesco 2015


Com o final do Desafio Literário no ano passado, decidi criar o meu próprio Desafio Corujesco para me ajudar a tirar da estante os livros que estavam lá esquecidos e acumulando poeira há muito.

A coisa deu bem certo esse ano – estou caminhando para terminar de ler tudo o que estava acumulado até o ano passado; volumes que estavam na fila há mais de três anos que eu só ia comprando e entocando nas prateleiras foram devidamente devorados e um monte deles foi disponibilizado para troca.

Troca de livros é uma coisa linda e maravilhosa e 2014 eu troquei muito mais livros que comprei. Se nada mais contar, só por esse motivo já acho que ganhei o ano.

Seja como for, ter uma lista de desafio me ajudou a me programar e organizar minhas leituras. Então claro, óbvio e ululante que decidi fazer um novo desafio para o ano que vem.

Ficarei feliz em acompanhar mais gente que se empolgue em participar. Se você quer fazer sua própria lista e enfiar a cabeça no desafio, basta deixar o link aqui nessa postagem mesmo.

Então, vamos lá... A lista dos temas para o Desafio Corujesco 2015!

Janeiro: Um Autor que Indico para Todo Mundo

Normalmente janeiro é mês de férias no Coruja, exceto pela última semana. Mas por motivos diversos incluindo tradições próprias de início de ano, em que começo todo ano lendo um livro do mesmo autor, decidi aproveitar a deixa que tinha.

Tendo enrolado muito, tento agora me explicar. Janeiro terá como tema um autor que indico para todo mundo. Se parece muito com o tema desse ano de ler algo de um autor favorito, mas há uma sutil diferença.

Tenho autores que amo de paixão, mas que não indico para qualquer pessoa por questões de linguagem, de estilo, de gênero. Sei que nem todo mundo tem o mesmo entusiasmo que sinto por uma boa crítica literária. Ou por narrativas recheadas de questões filosóficas.

Por outro lado, há autores que eu não me canso de indicar para qualquer pessoa que pare na minha frente e fique lá por tempo suficiente. Não importa que você tenha dez, trinta ou setenta anos. Que goste de fantasia ou prefira romance. Que esteja acostumado com doutrina e linguagem jurídica ou só queira livros que tenham diálogo. Plantando bananeira e soprando flauta.

Quem quer que você seja, qualquer que seja o seu gosto, se você conversar comigo por tempo suficiente eu vou dizer que você tem de ler Terry Pratchett.

Não, sério. Vá ler o Pratchett. Leia Pratchett. LEIA SIR TERRY PRATCHETT.

Enfim... para bater a meta nesse mês, minha pretendida leitura é Raising Steam, o mais recente da série Discworld que ainda não li.

Bônus: Faça uma lista dos motivos pelos quais você acha que todo mundo deveria se converter à causa desse seu autor que você quer que todos, absolutamente TODOS leiam.

Fevereiro: Uma História Contada em Versos

Poesia não é meu forte, mas já encontrei algumas excelentes histórias contadas em verso. E esse é exatamente o tema de fevereiro – não necessariamente poesia épica, veja bem, mas uma história contada em versos. Vale aqui desde poesia clássica até folheto de cordel, você decide, você escolhe!

Sou apaixonada por Paraíso Perdido e Fausto. Tenho muita vontade de catar Beowulf pra ler e até posso tentar depois encaixá-lo aqui, e há uma lista enorme de lais medievais que também poderiam entrar, mas como o objetivo é tentar tirar o que tenho na estante, vou de Shakespeare: Vênus e Adônis!

Bônus: Que tal tentar escrever um seu ‘causo’ em formato de versos? Pode ser uma história real, uma história que aconteceu com um amigo de um amigo seu, uma história inventada ou até a história de como você veio a descobrir o livro desse mês!

Março: Uma Biografia (Real ou Imaginária)

Para março escolhi outro tema que normalmente não entra tanto em meu cardápio, mas que já me rendeu boas – aliás, excelentes – surpresas: uma biografia real ou imaginária.

Bom é que tenho títulos para as duas versões desse tema. Primeiro, Não Entre em Pânico, sobre Douglas Adams (e escrito pelo Neil Gaiman!!!) e segundo O Cordeiro: O Evangelho Segundo Biff, o Brother de Infância de Cristo, de Christopher Moore. E tem também Prince of Stories: the Many Worlds of Neil Gaiman e Os Diários Secretos de Agatha Christie lá na estante.

Bônus: Que figura histórica e/ou imaginária você gostaria de ler a biografia?

Abril: Um Gênero Bem Diferente

Para abril, encontremos na estante um gênero bem diferente. Pode ser um gênero diferente do que normalmente você lê ou um gênero diferente do padrão de romance-suspense-juvenil-aventura. Algo mais... restrito, mas derivado desses grandes temas.

Eu me decidi por ler steampunk, que é um gênero que gosto, mas que normalmente não leio tanto – boa parte dos livros desse tipo não foram traduzidos, a gente não encontra tão fácil na livraria, mas quando encontra, são boas surpresas. Afinal, você tem num único volume romance de época, história alternativa com ficção científica. O que há para não gostar, não é mesmo? Assim, vamos de A Corte do Ar, de Stephen Hunt.

Bônus: Que elementos um livro precisa ter para te chamar a atenção? Que gêneros você mais lê?

Maio: Livros que Gostaria de Ter Lido na Infância

Tenho uma inteira tag para o tema de maio no Coruja: livros que gostaria de ter lido na infância. São títulos que, por um motivo ou por outro, você nunca leu quando criança – porque você não sabia que seu filme favorito de criança era inspirado num livro, porque ele não tinha traduzido no Brasil e na época você não lia em inglês, ou simplesmente porque ele não existia na época em que você era criança.

Para mim, o título desse mês vai ser Mary Poppins, da P. L. Travers.

Bônus: Momento nostalgia – lembre um livro que você leu na infância e que gostaria de reencontrar adulto.

Junho: Continuações

Junho será um mês dedicado a ler continuações. Como é moda hoje publicar uma história em trilogias, dodecalogias e daí por diante, ocorre muito de pegarmos um primeiro livro de uma série pra ler, depois ficar esperando pela continuação e nesse meio tempo perder o pique – mesmo que tenhamos gostado muito do primeiro volume.

Isso acontece comigo com razoável frequência, porque termino o primeiro volume, decido que quero ler o resto, até saio à cata dos volumes seguintes, mas como tem uma lista de outras coisas para ler na frente e eles vão demorar a chegar, perco o foco.

No meu caso, pretendo ler para junho Lost in a Good Book e The Well of Lost Plots, de Jasper Fford, continuações de The Eyre Affair, que li esse ano e ADOREI. Por sorte, consegui os dois volumes duma sacada só numa troca! Pra terminar a primeira série (são duas), só preciso achar mais um volume...

Bônus: Que tal chegar ao final das continuações aqui? Se você está lendo uma trilogia, significa só mais dois livros. Se forem dez... bem, são outros quinhentos... mas porque não tentar?

Julho: Livros Ilustrados

Julho é mês de férias (não pra mim, mas quem se importa, não é verdade?), então vamos de um tema fácil e leve: livros ilustrados. Vejam bem, não estou falando de quadrinhos, mas de livros que contenham ilustrações.

Minha escolha aqui recaiu sobre Caçadores de Sonhos, do Neil Gaiman. Tenho esse livro na versão em quadrinhos, mas esse ano saiu ele também em formato de romance, com as belíssimas ilustrações do Amano.

Bônus: Compartilhe sua veia artística e desenhe (pode ser até boneco de palitinho) o personagem de que você mais gostou na história.

Agosto: Livro com Título mais Diferente

Agosto no Coruja não será o mês do desgosto! Em vez disso, vamos pegar na estante o livro com título mais diferente que possamos achar! Sim, porque às vezes compramos um livro pela capa, às vezes, pela sinopse, e às vezes, pelo título.

Decidi-me por A Manobra do Rei dos Elfos, de Robert Löhr. O título em si já é diferente mas o que mais me chamou a atenção nele é que com esse título, você espera uma ficção fantástica e ele é na realidade um thriller histórico. Pombas, o Goethe é um dos protagonistas e ele reúne um time de escritores para partir num resgate! Você esperava isso desse título? Eu certamente que não. Mas me pegou isca, anzol e vara, tô fisgada!

Bônus: Crie seu próprio título estrambólico para um livro!

Setembro: Um Livro que Vi num Blog

Eu acompanho vários blogs de literatura e muitas dos títulos que entram na minha lista de futuras leituras derivam dessas visitas. Assim é que para setembro, o desafio é justamente ler um livro que vi num blog.

Pra mim, vai ser A Metafísica dos Tubos, de Amélie Nothomb, que eu descobri lá no Leituras de Laura.

Bônus: Que blogs/sites você mais utiliza para saber sobre livros?

Outubro: Um Autor de Quem Sempre Ouvi Falar, mas Nunca Li

Sabe aqueles autores de que você sempre escuta falar, que você diz ‘ah, quero ler esse sicrano’ mas por um motivo ou por outro está sempre adiando o encontro? Pois é, outubro é um mês para você finalmente sentar e conhecer o fulano. Sim, meus caros, o tema de outubro é um autor de quem sempre ouvi falar, mas nunca li.

O Ray Bradbury é desses pra mim. Ele está na minha lista há anos porque é indicação de amigo, porque é clássico de ficção científica, porque alguns dos meus autores favoritos o têm como autor favorito... O plano então, pra combinar ainda com o fato de que outubro é mês de Halloween, é ler Algo Sinistro Vem Por Aí.

Bônus: Agora que você conheceu esse autor, vai sair atrás dos outros livros dele?

Novembro: Um Passeio que Fiz

Estamos quase chegando no período de férias (ou não) e festas de fim de ano e uma coisa legal dessa época é poder viajar. Eu adoro viajar – seja através dos livros, seja de fato botando o pé na estrada. Assim é que, em novembro, vamos ler algo que seja uma viagem: o tema é um passeio que fiz.

Aqui tanto vale você ler um livro que se passa num lugar que você conhece, já visitou quanto ler uma história de um lugar que você tem muita vontade de conhecer de forma que a leitura está te levando para esse passeio.

No meu caso, já que esse ano bati perna pra cima e pra baixo pela Escócia e voltei completamente apaixonada pelo país, minha leitura será Outlander – A Viajante do Tempo, de Diana Gabaldon.

Bônus: Se você conhece/conheceu um dos lugares descritos no livro, poste uma foto dele. Se não, então faça um mini roteiro de lugares que você gostaria de visitar por causa do livro.

Dezembro: Dragões

Pra terminar com chave de ouro o ano, leia um livro com dragões. Porque sou de opinião que todo mundo merece visitar algum dragão em sua imaginação.

Vale ler um livro em que dragões apareçam na história, ou que haja desenhos de dragão na capa, ou que haja dragões no título. Não importa, desde que ‘here, there be dragons’.

Tenho várias opções nessa categoria, mas minha prioridade será o Dragons at Crumbling Castle, do Terry Pratchett.

Bônus: Se você tivesse um dragão, que nome daria a ele?

Então, é isso. Gostaram da lista? Querem participar? Escrevam aí nos comentários e terei o maior prazer em dividir meu desafio com vocês.


A Coruja


____________________________________

 

17 comentários:

  1. Gosto demais mas nunca consigo acompanhar, queria ter um pouco só de controle disso. Ano passado eu gostei da sua lista e ia fazer, mas aí vira tudo de cabeça pra baixo, aparecem outros livros e muda tudo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vou ficar torcendo para você conseguir se organizar e participar ano que vem ;)

      Excluir
  2. Fiz minha lista!!!! 2014 ainda não terminou, mas 2015 já está prometendo!
    http://leiturasdelaura.blogspot.com.br/2014/11/desafios-literarios-2015.html
    Beijos!

    ResponderExcluir
  3. Ah, lendo esse post me deu uma vontade!!!!!!!!!! Gente! Acho que vou encarar! :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Participa mesmo, Tatá! Vai ser divertido ;)

      Excluir
    2. Já até criei o blog, Lu! Depois vou postar a minha lista... ;)

      Excluir
    3. EBAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA!!!!!!!!!!!!!!!!

      Excluir
  4. Gostei. Vou tentar. Acho que não vou fazer lista com antecedência pois vi esse ano que isso me atrapalha.
    http://screloaded.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tente mesmo, Lynnë, ficarei feliz da vida em acompanhar seu desafio! E não esqueça de vir postar por aqui sua resenha quando a colocares no ar ;)

      Excluir
    2. Terminei o de janeiro, se quiser dar uma olhada: http://screloaded.blogspot.com/2015/01/resenha-o-delator-tess-gerritsen.html

      Excluir
  5. Gostei muito da proposta Luciana, vou participar esse ano! Já escolhi os livros. ;-)

    http://liliadosanjos.blogspot.com.br/

    Abs,

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vou ficar feliz da vida em acompanhar seu desafio também, Lilia! Boa sorte!

      Excluir
  6. Lu, ainda dá tempo de participar?
    Ainda é janeiro, diz que sim, diz que sim, pleaseeeee!!!!
    estrelinhas coloridas...

    ResponderExcluir
  7. Mas é claro, óbvio e ululante que dá tempo! Aqui no Coruja só vamos começar o desafio na última semana de janeiro, tem tempo demais pra fazer sua lista ;)

    ResponderExcluir
  8. Um desafio literário bem interessante, que estimula diversos leitores, parabéns pela iniciativa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Jan. Sempre ficamos felizes em estimular mais a leitura, em descobrir novos horizontes literários e convidar todo mundo a nos seguir.

      Excluir

Sobre

Livros, viagens, filosofia de botequim e causos da carochinha: o Coruja em Teto de Zinco Quente foi criado para ser um depósito de ideias, opiniões, debates e resmungos sobre a vida, o universo e tudo o mais.

Cadastre seu email e receba as atualizações do blog

facebook

Arquivo do blog