terça-feira, 20 de março de 2012

Para ler: As Aventuras de Sherlock Holmes



Para Sherlock Holmes, ela é sempre a mulher. Raras vezes o ouvi mencioná-la sob qualquer outro nome. A seus olhos, ela eclipsa e domina todo o sexo feminino. Não que ele sentisse por Irene Adler qualquer emoção do gênero do amor. Todas as emoções, e essa em particular, eram detestáveis à sua mente fria, precisa, mas admiravelmente equilibrada.

Arthur Conan Doyle – Um Escândalo na Boêmia
Quando vi essa nova edição da Zahar à venda - de bolso, com ilustrações originais dos tempos em que as histórias eram lançadas no The Strand e com uma capa dura de babar - não consegui resistir. Eu tinha de POSSUIR o bendito (mesmo já tendo uma edição antiga e surrada do mesmo título).


Céus, daqui a pouco estarei sofrendo crises de abstinência quando não puder comprar livros...Mas, em minha defesa, fiz uma doação de uns cinqüenta livros final do ano passado para bibliotecas em Mirandiba. Incluindo minhas edições antigas de Conan Doyle. Fora que entre a abstinência causada pelo final da série da BBC e a decisão de escrever um especial sobre Mr. Holmes, era necessário começar uma grande releitura...

E nada poderia ter vindo mais a calhar, pois o primeiro conto da antologia é justamente aquele que inspirou o primeiro episódio da temporada: Um Escândalo na Boêmia, com a presença da inesquecível e inigualável Irene Adler!

É engraçado que, considerando sua aparição breve e restrita a esse conto, Adler dê tanto o que falar. Considerando o fato de que Sherlock é um ególatra assumido que pouco se importa com o resto do mundo (com exceção do Watson), o fato de que ele admira Irene é um bom indicativo das qualidades da moça.

Mas tratarei melhor disso no especial... Enquanto isso, voltemos à programação normal...

As Aventuras de Sherlock Holmes reúne doze contos publicados entre 1891 e 1892 na Strand Magazine - e são alguns dos casos mais peculiares da carreira do detetive, que passa do mistério acerca da Liga dos Cabeças Vermelhas (se você é ruivo, venha trabalhar conosco, copiando a enciclopédia e ganhando um bom salário!) até um famoso diamante no papo de um ganso.

Nesse ponto da cronologia holmesiana, Watson já se casou e participa esporadicamente dos casos do amigo - sem perder, porém, a verdadeira empolgação em partilhar dessas aventuras e nunca deixando de se admirar com a incrível capacidade de raciocínio de Holmes.



Frio, lógico, racional, metódico, Holmes é a origem de todas as franquias de séries policiais de hoje - para não dizer que ele praticamente inventou a medicina forense entre suas dezenas de curiosas monografias. E aqui, nas Aventuras de Sherlock Holmes, ele está em um de seus melhores momentos.

Mais que recomendado, ele é obrigatório para quem quer que se interesse pelo romance policial.



A Coruja

4 comentários:

  1. Menina, sempre que eu via esse livro nas livrarias me segurava pra não comprar (porque já tenho um monte de livros pra ler), mas agora que li sua resenha ficará impossível resistir!

    Você também tem síndrome de abstinência literária? Porque se tem, bem vinda ao clube xDD Só os mais apaixonados por livros sofrem desse mal (aparentemente sem cura).

    Beijos e sucesso com o blog magnífico x)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, eu também sofro de síndrome de abstinência literária... já tentei me curar inúmeras vezes, mas é algo difícil... Obrigada pelos elogios, espero que continue acompanhando o blog ;)

      Excluir
  2. Eu li os dois contos mecionados na sua resenha. O da liga e o do diamante azul e eu odiei. Eu não curto muito Sherlock, mas temo que os contos que li são ruins. Você sabe quais são os livros com as verdadeiras histórias?! =/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Helena, seja bem-vinda!

      Dei uma olhada no seu blog e encontrei a resenha que fizesse de Holmes - e se o livro que você leu é o que está na foto mesmo, ele é uma adaptação, não o texto integral de Doyle.

      Seja como for, nem todo mundo gosta do estilo de Doyle... Eu adoro a Agatha Christie e por muito tempo tive cisma do Sherlock; mas aprendi a entender melhor o detetive com o tempo...

      Seja como for, para responder sua questão, vou escrever uma postagem falando dos meus contos e adaptações favoritos. E dê uma segunda chance se o que você leu foi só uma adaptação. Procure os livros de texto integral - há boas edições de bolso que você pode encontrar em qualquer livraria.

      Excluir