16 de março de 2011

Coruja Gourmet: Pastelão




E cá estamos nós novamente com o CCPIC - Curso de Culinária para Pessoas Ineptas na Cozinha - hoje com uma das minhas receitas favoritas: o pastelão da tia Gilka, modificado por D. Mãe. Essa é uma receita, aqui em casa, usada para aproveitar sobras do almoço, normalmente, de peito de frango. É o famoso à Lavoisier, ou 'já te vi'.

Mas vamos ao que interessa que já tô ficando com fome...


Pastelão


Ingredientes

* 3 ovos
* 1 colher (sopa) rasa de fermento
* 1 colher (chá) rasa de sal
* 1 colher (sopa) cheia de queijo ralado
* 12 colheres (sopa)não muito cheias de farinha de trigo
* 1 copo de leite
* 3/4 xícara de óleo

Modo de preparo

Bata no liqüidificador todos os ingredientes. A seguir, despeje parte da massa resultante numa forma untada e enfarinhada. Coloque o recheio - pode ser frango desfiado, carne moída, queijo e presunto, salsichas... - e depois despeje o resto da massa em cima. Se quiser, jogue um pouco de queijo ralado por cima. Levar ao forno pré-aquecido até dourar.

Conclusões

Como já disse antes, fazemos essa torta aqui em casa com as sobras do almoço. Toda vez que temos peito de frango no almoço, de tarde ele é desfiado, misturado com ervilhas e vira o recheio desse pastelão. Essa foi a primeira receita que minha mãe deixou eu fazer sozinha, e acabei adicionando meu próprio detalhe ao prato: como sou louca por queijo, após colocar o frango, cobri com fatias de mussarela, para só então depositar o resto da massa. Ficou, modéstia à parte, delicioso.

Mês que vem teremos... hum, acho que vou deixar como surpresa, até porque não tenho muita certeza do que mamãe estará me ensinando a seguir, não é verdade? Agora, a pergunta que não quer calar... essas receitas estão servindo para alguma coisa aí do lado de vocês?



A Coruja


Arquivado em

____________________________________

 

2 comentários:

  1. Uau, Boa receita - pena que eu não me dê bem com laticínios! Ah, bom, acho que eu devia me apresentar propriamente, já que acompanho o blog faz um tempão e acompanho muito dos seus trabalhos desde a época em que você estava terminando Mistérios de Londres.Quer dizer, fala sério, eu leio um monte de coisa que você escreve desde os 12 anos - Já estou com 19 -, também faço francês na Aliança, - Tu ainda faz lá, né? - só que eu estudo na do Derby, também faço direito, também amo Julia Quinn e Harry Potter e quase tudo que colocam com letras na minha frente. E também passei a minha infância mudando de cidade em cidade.Só não sou paulista, sou daqui de Recife mesmo. Ah, e meu apelido é Juju. Bizarro, né? Bom, mas, por alguma razão desconhecida, hoje eu simplesmente decidi tomar tomar vergonha na cara e elogiar o seu blog - e suas fic's no fanfiction - menos a de Crepúsculo, ergh! E todo esse trabalho maravilhoso que você faz... Tchauzinho, Juliana.

    ResponderExcluir
  2. Pra mim tem sido ótimas, eu fiz esse pastelão e meu crítico gastrônimico mais severo aka #guri aprovou, mande agradecimentos para D. Maẽ pela beijocas que ganhei :D
    estrelinhas coloridas...

    ResponderExcluir

Sobre

Livros, viagens, filosofia de botequim e causos da carochinha: o Coruja em Teto de Zinco Quente foi criado para ser um depósito de ideias, opiniões, debates e resmungos sobre a vida, o universo e tudo o mais.

Cadastre seu email e receba as atualizações do blog

facebook

Arquivo do blog