15 de outubro de 2010

Desafio Literário 2011





Passei dois dias vasculhando estante e listas de livros que eu pretendia ler para poder fazer minha relação de leituras para o Desafio Literário 2011. Há mais de mês que eu estava roendo as unhas, esperando que a lista saísse, já pensando em todas as possibilidades de temas diferentes que poderiam me pegar de surpresa e fazendo um rol mental de possibilidades de escolha.


O Desafio veio com uma novidade dessa vez - você pode escolher se quer ler entre doze a vinte e quatro livros - leitor ouro, prata e bronze - e cada categoria receberá no final do ano um kit-prêmio por sorteio.

Bem, considerando que eu leio bem mais que vinte e quatro livros num ano - um dos hábitos que desenvolvi em 2010 foi organizar uma lista mês a mês de cada livro que eu lia e sei que pelo menos em agosto bati todos os meus recordes, com trinta títulos (quase um por dia) - me inscrevo na categoria ouro. Só tenho que me disciplinar para escrever resenhas de todos que for lendo.

Eu nem sempre me empolgo para escrever as resenhas, especialmente se for de um livro que não gostei (talvez por isso a maioria das minhas resenhas seja sobre livros que "amei", "adorei" e "Lulu recomenda" - alguns outros mais fracos recebem o selo "sessão da tarde").

Talvez eu mude a forma do ranking dos livros para 2011 e faça selinhos para eles. Huahuahua...

Em todo o caso, e sem mais delongas... lá vai a minha lista do Desafio Literário 2011!

Janeiro - Literatura Infanto-Juvenil

Os pequenos homens livres - Terry Pratchett
[reserva] A filha do fabricante de fogos - Philip Pullman
[reserva] Magia ou Loucura - Justine Larbalestier

Dessa lista, ao menos dois autores são meus velhos conhecidos: Pratchett e Pullman – e ambos figuram na minha relação de autores favoritos. Em primeiro está o último livro do Pratchett que foi lançado em português e que recebi agora nas minhas últimas encomendas (e duro vai ser agüentar até janeiro para ler...).

O Pullman é um cara de autos e baixos: há livros dele pelos quais sou perdidamente apaixonada e outros para o qual torço o nariz – vamos ver o que acho desse agora...

A Justine entrou na lista de gaiata – há tempos que eu vou à livraria e sempre vejo os livros dela, fico curiosa, folheio, mas nunca levo... bem, agora tenho uma boa desculpa para ler...

Fevereiro - Biografia e/ou Memórias

O clube do filme - David Gilmour
[reserva] As Cartas de J.R.R.Tolkien - Humphrey Carpenter e Christopher Tolkien
[reserva] Confissões de um comedor de ópio - Thomas De Quincey

Foi difícil escolher aqui, porque biografias não são exatamente meu gênero favorito literário... mas aí lembrei desses três títulos – as cartas do Tolkien fazia era tempo que eu estava querendo ler, porque eu imagino que ele tenha trocado muitas idéias sobre sua visão como escritor e criador de mundos nessas cartas; o livro do Gilmour conta a trajetória real dele e do filho, mas vem em ritmo de romance e eu estava de olho desde que tinha sido lançado; e o De Quincey é sugestão de um amigo há anos, mas por um motivo ou outro, nunca lia...

Parece que agora vou ler...

Março - Romance épico

A Guerra dos Tronos - George R.R. Martin
[reserva] Reckless - Cornelia Funke
[reserva] The well at the word’s end - William Morris

Vi uma série de críticas à tradução de Guerra dos Tronos, então ainda estou pensando se lerei esse em inglês ou português. O livro mais recente da Cornelia me chamou a atenção tão logo vi as primeiras notícias sobre seu lançamento - e, pelo que entendi ele é um épico de contos de fadas, uma releitura dos irmãos Grimm. O último título está na minha lista há tempos e faz parte de um projeto pessoal de descobrir os grandes nomes da ficção fantástica antes de Tolkien.

Já falei sobre isso aqui, então não vou explicar de novo meu projeto maluco... mas o caso é que Morris escreveu um dos principais romances épicos de fantasia antes de O Senhor dos Anéis e, por isso, entra aqui.

Abril - Ficção científica

Leviathan - Scott Westerfeld
[reserva] Soulless - Gail Carriger
[reserva] Admirável mundo novo - Aldous Huxley

Desde que li a sinopse de Leviathan pela primeira vez, quero colocar as mãos nesse livro. Primeira Guerra Mundial, animais monstruosos transformados em tanques e aviões, intrigas, estratégias de batalha... O que mais eu poderia pedir de um livro?

Soulless também me chamou a atenção pela sinopse e ainda estou tentando entender qual a ligação entre vampiros, lobisomens e sombrinhas... seja como for, já descobri que a Underworld vai trazer esse título para o Brasil, então, reservarei o meu tão logo possa.

Huxley, por sua feita, é uma terrível falta minha. Como é que eu nunca li Admirável mundo novo? Isso é uma total falta de vergonha minha e remediarei a questão esse ano no desafio...

Maio - Livro-reportagem

O Queijo e os Vermes - Carlo Ginzburg
[reserva] Em Busca de Merlim: a verdade por trás da lenda - Adam Ardrey
[reserva] 1822 - Laurentino Gomes

É alguma surpresa que todos os livros que escolhi para esse tema fazem o gênero histórico? Até pensei em colocar uma coisa mais contemporânea no meio, mas eu teria que comprar e esses três já estão convenientemente estacionados lá na estante...

Junho - Peças teatrais

A importância de ser prudente - Oscar Wilde
[reserva] A Paz - Aristófanes
[reserva] Henrique IV - William Shakespeare

Quero ler essa peça de Wilde desde que assisti o filme com Colin Firth… muito, muito, muito bom. Aristófanes me fez rir horrores com Lisístrata, de modo que entrou aqui também. O de Shakespeare está entre os raros livros do bardo que ainda não li – é outro dos meus projetos pessoais ler todas as peças de Shakespeare e, a essa altura, só não devorei ainda os livros mais difíceis de achar. Gosto muito das traduções de Shakespeare pela LP&M e sempre que eles lançam um título novo eu compro.

Julho - Novos autores

A Batalha do Apocalipse - Eduardo Spohr
[reserva] Sussurros de uma garota apaixonada - Mandy Porto
[reserva] Relações de Sangue - Martha Argel

Eu só ouço falar no romance do Spohr esse ano, de modo que coloquei-o na minha lista de presentes de aniversário e – ahá! – ganhei o bendito.

A Mandy também é lançamento e é um livro que contradiz a velha história de “não compre um livro pela capa”: Sussurros tem uma das mais belas capas que já vi e eu estou me coçando para ler a história (que de quebra ainda tem um serial killer).

Por fim, coloquei a Argel, porque ela foi uma gratíssima surpresa no ano de 2010 e já tinha me resolvido a ler outros livros da autora.

Agosto - Clássico da literatura brasileira

A alma encantadora das ruas - João do Rio
[reserva] A luneta mágica - Joaquim Manuel de Macedo
[reserva] O juiz de paz na roça - Martins Pena

Tentei não escolher títulos óbvios para esse tema – mesmo porque, a maioria dos grandes clássicos brasileiros, eu li na época do vestibular – incluindo todos os livros de Machado de Assis e José de Alencar.

Até pensei em pegar Jorge Amado, porque temos a coleção toda dele lá em casa, mas não gosto muito dele – com as raras exceções de Capitães de Areia (que parece ser uma unanimidade), Quincas Berro d’Água e O Gato Malhado (nunca consegui entender como uma fábula tão delicada como a do gato malhado pode ter sido escrita por Jorge Amado...).

Assim, peguei o João do Rio, que é relativamente contemporâneo, e parece estar sendo bastante cobrado nos vestibulares (li uma reportagem sobre ele em algum lugar...); o Joaquim Manuel de Macedo, uma vez que sou eternamente enamorada de A Moreninha e uma peça do Martins Pena, que também é divertidíssimo – adoro O Noviço.

Setembro - Autores regionais

Assombrações do Recife Velho - Gilberto Freyre
[reserva] O Bem-Amado – Dias Gomes
[reserva] Romance d'A Pedra do Reino e o Príncipe do Sangue do Vai-e-Volta - Ariano Suassuna

Sabe o que é engraçado? Eu jurava que já tinha lido Assombrações, até encontrá-lo numa feira do livro em que o homenageado era Gilberto Freyre, folhear algumas páginas e descobrir que o estava confundindo com outro autor (provavelmente Câmara Cascudo).

Desde então, percorro sebos na esperança de encontrá-lo para mim – porque a edição que tinha na feira era apenas para o povo olhar, não comprar. Acho que houve uma reedição do livro recentemente – lembrar de procurar e, se possível, pedi-lo de natal. XD

Mestre Suassuna não podia deixar de entrar na lista, bem como Dias Gomes. Particularmente, estou me sentindo muito feliz com essas escolhas...

Outubro - Nobel de literatura

A Marca da Besta - Rudyard Kipling
[reserva] Pigmaleão - George Bernard Shaw
[reserva] Por quem os sinos dobram - Ernest Hemingway

Esse volume do Kipling também faz parte do meu projeto ‘grandes trabalhos da fantasia pré-Tolkien’. Shaw e Hemingway são também velhos conhecidos e esses dois livros estão há tempos na minha lista...

Novembro - Contos

O Pássaro Raro - Jostein Gaarder
[reserva] Ficções - Jorge Luís Borges
[reserva] Teeth: vampire tales - vários autores

Eu gostava do Gaarder de O Mundo de Sofia e O Livro das Religiões, mas foi só com O Dia do Curinga que caí numa paixão fulminante. O Pássaro Raro é o primeiro livro dele, pelo que entendi, e reúne dez curiosos contos.

Borges, Borges, meu querido Borges... já li algumas das histórias de Ficções em outras mídias, mas nunca o volume inteiro – o que é engraçado, porque essa é uma das obras mais conhecida dele.

Teeth entrou aí no meio não necessariamente porque é uma antologia sobre vampiros, mas porque um dos contos é do Gaiman. Não faço questão de saber quem são os outros autores que entraram na festa – Gaiman é Gaiman e se ele está no meio, então, darei um jeito de ler.

Dezembro - Lançamentos do ano

Por motivos óbvios, dezembro não tem ainda uma relação pronta, já que ”Para encerrar o ano com “chave de ouro”, devemos ler aquele livro que “bombou” em 2011 em todos os meios de comunicação e redes sociais. Quais serão as surpresas do mercado editorial? Que tal a leitura daquele livro que ganhamos em datas comemorativas e não o lemos porque a pilha não parou de crescer?”

Assim, os livros de dezembro só serão descobertos... em dezembro. Ou novembro no caso, que aí eu faço um balanço geral e vejo o que tenho em casa para ler...




A Coruja


____________________________________

 

3 comentários:

  1. aaah, agora tou ansiosa pelas resenhas, hehehehe... [30 livros num mês!!]

    ResponderExcluir
  2. Montaste um menu literário dos bons.
    Beijocas

    ResponderExcluir
  3. Adorei sua lista, temos em comum apenas o: Admirável mundo novo!
    bjos

    ResponderExcluir

Sobre

Livros, viagens, filosofia de botequim e causos da carochinha: o Coruja em Teto de Zinco Quente foi criado para ser um depósito de ideias, opiniões, debates e resmungos sobre a vida, o universo e tudo o mais.

Cadastre seu email e receba as atualizações do blog

facebook

Arquivo do blog