4 de maio de 2009

Como criar sua página pessoal em cinco passos

1. Tenha a brilhante idéia de fazer a página

Lá está você, às voltas com a pilha de trabalho que se acumula na sua mesa, sonhando acordado. De novo. Os dedos estão quase se coçando para escrever, mas nada do que lhe passa pela cabeça é conteúdo passível de ser aproveitado nos outros cantos por onde você publica.

O que fazer então, o que fazer então? Sempre existe a possibilidade de passar todos os seus pensamentos confusos e mirabolantes para o caderno e depois enfiá-lo na gaveta e fazer de conta que nunca escreveu aquilo. Mas qual a graça disso?

Fora que volta e meia aqueles seus amigos da Terra do Nunca - os meninos perdidos - aparecem do nada querendo ter notícias suas e fazendo com que você se sinta terrivelmente culpado por não ter entrado em contato com ele por... alguns meses. Talvez isso ajude vocês a manterem contato com mais freqüência; quem sabe? A esperança é sempre a última que morre...

2. Encontre um nome para batizar o pimpolho

A princípio, parece uma tarefa bem fácil. Afinal, você quer um título simples, que diga em poucas palavras a que veio, chame atenção e não a faça passar vergonha.

De alguma forma, "blog da Lulu" não lhe soa bem. Parece o diário de uma pirralha de dez anos ansiosa para falar sobre as novas tendências da moda e como ama o cor-de-rosa - não que eu tenha algum tipo de preconceito de pirralhas de dez anos que gostam de cor-de-rosa, mas eu sou mais azul.

Eis então que surge A Lista. Primeiro você compila todas as coisas que você gosta. Seus animais favoritos, seus livros preferidos, as comidas que você mais gosta. Depois, começa a tentar fazer combinações, chegando a resultados bizarros, como a de uma raposa enfiada num prato de lasanha e outras variantes do tipo.

É nesse momento que você olha para o teto. E, de repente, não mais que de repente, ele é toda a inspiração de que você precisa.

3. Desvende os mistérios dos códigos html

Com alguma sorte, você descobrirá um lugar onde só tem que escrever naquela caixinha e aperta o botão de "publicar". Se não tem essa sorte, procure seu amigo que sabe mexer com computador no e-mail mais próximo.

Se tudo o mais der errado... fique feliz por não ter explodido o computador...

4. Escreva um texto inaugural. Só para testar a coisa, é claro

Novamente, você busca inspiração no teto. Aquela rachadura ali no canto não estava ali dez minutos atrás. Parece um fato bastante promissor...

5. Divulgue. A propaganda é a alma do negócio

Após lustrar cuidadosamente sua cara-de-pau com o óleo de peroba convenientemente colocado na beira da mesa para este preciso momento, você começa a mandar recados carinhosos para todas as pessoas que conhece, mesmo que vocês não tenham trocado palavra nos últimos... sabe-se lá quanto tempo...

Cumpridos estes cinco passos, recoste-se à cadeira e espere os comentários. E, se nenhum vier... bem, não é como se você já não tivesse conversado sozinha antes. Apenas abanque-se, fique confortável e aproveite a viagem. Tenho a impressão de que ela será meio longa...


A Coruja


____________________________________

 

3 comentários:

  1. Corujita!! Bem vinda ao time dos que publicam o que lhes dá na telha! XD

    Tenho certeza de que teremos ótimos momentos ao acompanhar o que se passa em seu teto, já que você gentilmente passará a compartilhá-lo conosco!

    Adorei a corujinha XD

    Beijocas!

    ResponderExcluir
  2. estou começando a acha q vou seguir a dica e fazer posts non-sense no meu (http://kailisis.livejournal.com). Nao o uso mesmo... ^^
    LOL

    Adorei o texto de entrada... embora a 1a versao estivesse mais engracada... Ei, vc gosta de zinco? o.O Bem passado ou mal passado (pq ja sabemos q gosta dele quente)... LOL

    Lulu, eu acho q deveriamos ter colocado o teto do terror, pq postar as coisas q passam na sua cabeça da meeeeeeeeeedoooooooooo (ou sarna, o q vc preferir p nomear isso...)! HUAHUAHUAHUA!

    KaiLi, que saiu correndo tao logo apertou o botao ~postar comentario~

    ResponderExcluir
  3. Agora Lulu tem + um lugar p/ abraçar o mundo tal qual a Felícia! O post ficou genial! Morri de rir!!

    ps- espero que tenha gostado do upgrade. É para isso que servem os amigos que entendem html XD

    bjs

    ResponderExcluir

Sobre

Livros, viagens, filosofia de botequim e causos da carochinha: o Coruja em Teto de Zinco Quente foi criado para ser um depósito de ideias, opiniões, debates e resmungos sobre a vida, o universo e tudo o mais.

Cadastre seu email e receba as atualizações do blog

facebook

Arquivo do blog