27 de dezembro de 2014

E mais uma coisa! Aniversário da Gata!

Lulu: Então que hoje, mais uma vez, é o aniversário da nossa caçula e quase mascote (afinal, a Dani é o único animal aqui do zoológico que é geralmente tido como animal de estimação...) e ainda que eu não possa estar pessoalmente pulando ao redor dela, batendo palmas e cantando com a voz mais desafinada possível ‘parabéns pra você’ (porque sou daqueles parentes que acredita que fazer os filhos pagarem mico faz parte da educação e faz bem à alma Dé: Sou da mesma opinião ^^), não poderia deixar de passar a ocasião.


Ísis: Lembrete para mim mesma: evitar ser adotada como filha pela Coruja. Acho que casamento é nossa melhor solução mesmo...

Dé: Oi?!

Lulu: Fora que esse ano tem o bônus da Dani estar se formando na faculdade.

Ísis: VIVA!!!! \o/

Lulu: Eu já disse mais de uma vez e não me cansarei de dizer por longos anos vindouros: ver o quanto a Dani cresceu, o quanto ela amadureceu tanto em termos pessoais quanto em talento, nesses anos em que a conheço, enche-me de orgulho.

Ela era uma gatinha arisca que não gostava muito de sair do seu canto nem de se expor em qualquer situação. Hoje ela quer mandar mais do que eu, escreve aqui no Coruja, expõe seu trabalho em plataformas como tumblr e devianart, já participou de exposições de arte, teve trabalho publicado e tudo o mais.

Ísis: Nossa! Realmente, evolução... #batepalmas

Lulu: Pensar que quando a conheci, a primeira imagem que associei à ela foi a de uma criatura meiga e fofinha... Há! A verdade é que a Dani tem um DELICIOSO senso de humor EXTREMAMENTE sarcástico e não tem medo de usá-lo. Adoro especialmente quando ele não está concentrado em mim. XD

Ísis: Ela te enganou bonito, hein?

Lulu: Mas, enfim... derramar elogios e dizer o quanto adoramos a Dani já é ficha marcada por aqui. Mas acredito que nunca é demais lembrar às pessoas que as amamos e admiramos. Que estamos aqui para elas, que torcemos com suas vitórias, com choramos com suas perdas, que nos preocupamos, que arrancamos cabelos, que rimos com as conversas estapafúrdias às três da manhã.

Então é isso, Dani. Eu posso lhe dizer sem exageros que ter conhecido você foi uma das melhores coisas que me podia ter acontecido. Que eu sinto um orgulho danado em ver o ponto em que você chegou. E que tenho certeza que você tem à frente um futuro fascinante, cheio de histórias e desenhos e sucessos.

Feliz aniversário!

Ísis: Dani, após uns dois anos de convivência virtual, posso dizer que concordo com a Lu quanto ao seu “humor escondido”. Na verdade, ele ficou bem explícito naquela única mas marcante conversa no Skype, no dia do aniversário conjunto. Esse ano não só finalmente nos eu um contato visual, como também mais proximidade em outros “trabalhos”.

Vi um pouco da sua correria para entregar desenhos e mais desenhos, fui vítima do seu lado sádico no QCuC e, também, fui socorrida pela gata em outros meios.

Não tenho a mesma história que a Lu contigo, não tendo feito parte de sua evolução. Entretanto, só pela descrição dela (acima), também me brotou orgulho em saber que está se empurrando para evoluir. Não é fácil sair de um casulo, mas estou extremamente feliz por você.

Esse ano também me mostrou que você gosta de participar de loucuras e que somos mais parecidas do que pensava (“Olá” às cinco da manhã!!!!)...

Enfim, mais do que nunca, gostei de passar esse ano da sua vida com você (bem, virtualmente), e espero que o próximo lhe seja repleto de surpresas agradáveis. Parabéns pelo seu dia, e que tenha MUITO BOLO te esperando. XD

Dé: Engraçado como pouco tempo depois de ter conhecido a Dani, nos encaixamos no papel de pai e filha fácil, fácil.

Acho que o humor parecido ajuda. Como mencionado o humor seco e sarcástico dela ajuda bem a gostar dela, especialmente quando combina com o seu. Foi bem que nem o cachorro de Up! “Mestre, eu mal te conheço, mas eu já te amo!” xD

Devo admitir que vez ou outra me sinto um pai ausente, mas considerando tudo que aconteceu contigo esse ano, posso dizer que estou muito feliz com o que tenho visto de ti. ^^

No final das contas, eu ainda sou péssimo em dar os parabéns, mas espero que o recado tenha sido entendido. =P

PARABÉNS, FILHINHA!!! ^^


Arquivado em

____________________________________

 

Um comentário:

  1. Nossa, gente... *..*
    Juro que não esperava tanto carinho! Vocês como sempre conseguiram me emocionar! Nem sei o que dizer!

    Muito, muito obrigada por tudo! Fazer parte dessa família maluca foi uma das melhores coisas que aconteceram na minha vida, e vocês têm um espaço muito importante no meu coração...

    Ok, agora chega. Já tô muito dramática e começando a chorar... ^--^

    ResponderExcluir

Sobre

Livros, viagens, filosofia de botequim e causos da carochinha: o Coruja em Teto de Zinco Quente foi criado para ser um depósito de ideias, opiniões, debates e resmungos sobre a vida, o universo e tudo o mais.

Cadastre seu email e receba as atualizações do blog

facebook

Arquivo do blog