20 de outubro de 2012

Meme Literário: Dia 20 – Cite 3 livros especiais na sua vida.


Dia 20 – Cite 3 livros especiais na sua vida. Fale sobre eles.

Dani: Alice no País das Maravilhas/País do Espelho (conto como um só), O Pequeno Príncipe e A Princesinha.

Os 3 são clássicos infantis, mas incrivelmente profundos e importantes na minha vida, todos tem mensagens que me tocaram fundo (as vezes até demais) e que vira e mexe estou pegando para ler de novo, e de novo, e de novo...


Lu: O Pequeno Príncipe é uma citação óbvia. Não, não tenho por desejo a paz mundial e nem estou treinando para miss. Eu desafio qualquer um que tenha lido esse livro e não tenha sido cativado.

O segundo é Os 12 trabalhos de Hércules, do Monteiro Lobato. Eu já disse milhares de vezes aqui no Coruja: tudo o que aprendi na vida, eu aprendi com Monteiro Lobato. O certo seria eu colocar aqui toda a coleção do Sítio do Pica Pau Amarelo, mas especificamente o título que citei influenciou no meu gosto por História, mitologia e religião. Eu perdi a conta de quantas vezes reli esse livro. Talvez faça uns quinze anos em que não o abro, mas ainda sei contar a história de cor e salteado e conheço todas as deixas da Emília.

O terceiro é O Dia do Curinga, de Jostein Gaarder, porque foi um livro que li no momento certo, num momento em que eu precisava ouvir exatamente o que ele dizia. E ele muito provavelmente me salvou de algumas terríveis decisões.


Dé: Moby Dick. A versão resumida desse clássico foi o primeiro livro que li na vida. Ele me mostrou que ler poderia ser mais que revistas em quadrinhos (acho que eu tinha uns 5 ou 6 anos, minha mãe comprou pra mim na Bienal) ou o jornal que eu via meu pai lendo. Provavelmente também foi daqui que surgiu meu gosto por biologia marinha.

The Diversity of Fishes. Peraí, um livro didático aqui? Sim, um livro didático. Uma coisa que sempre me fascinou foi a vida marinha, mais especificamente peixes. Esbarrei nesse livro por acidente, na biblioteca da universidade e não larguei mais. Passava MESES por vez com esse livro (a procura era pequena), lia e relia trocentas vezes. Meus conhecimentos na área se expandiram exponencialmente graças a este livro.

Arte da Guerra. O guia de estratégia supremo de Sun Tzu, ao contrário do que o nome diz, não serve apenas para combate. Releio ele pelo menos uma vez por semestre, e tento aplicar parte de suas lições no dia a dia.


Dani: Isso me assusta um pouco...


Arquivado em

____________________________________

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sobre

Livros, viagens, filosofia de botequim e causos da carochinha: o Coruja em Teto de Zinco Quente foi criado para ser um depósito de ideias, opiniões, debates e resmungos sobre a vida, o universo e tudo o mais.

Cadastre seu email e receba as atualizações do blog

facebook

Arquivo do blog