sexta-feira, 3 de fevereiro de 2012

Na sua estante: maquiavélico





#105: Maquiavélico
---------------------------------------


Ela bateu rapidamente na porta antes de se apoiar no umbral, observando enquanto o primo levantava a cabeça do livro para encará-la.

- Ei, Sofia. Já voltou da caminhada? Pegou chuva?

A moça assentiu.

- Começou a garoar quando já estávamos para deixar o parque. Lendo? – ela indicou o livro no colo dele com um gesto de cabeça.

- Pesquisa. – ele respondeu.

Sofia arqueou a sobrancelha.

- Sério? Em que área da medicina, exatamente, se encaixa A Abadia de Northanger?

- Eu não disse que estava fazendo uma pesquisa para a faculdade. – Davi replicou, sem perder a calma – Eu apenas fiquei curioso com um comentário que ouvi.

- Esse comentário tendo sido feito, se não me engano, pela Bia uns dias atrás. – ela retrucou de pronto, dando um passo para dentro do quarto – Aliás, isso explica muita coisa...

Davi franziu o cenho.

- Desculpe, Sofia, mas acho que não acompanho o seu raciocínio.

- A festa à fantasia. A Bia andou me contando umas coisinhas hoje que fizeram a sua presença lá ganhar um inteiro novo sentido. – ela sorriu sem humor – Acompanha meu raciocínio agora?

- Talvez... – ele assentiu.

- Bastante... maquiavélico da sua parte. Especialmente a parte de coordenar as fantasias.

- Creio que essa parte do crédito você deva agradecer à Dani. – ele deu de ombros – Eu não sabia nada sobre as suas fantasias até... depois.

- Fantástico. – Sofia murmurou à meia-voz – O que cargas d’água a tia passou na Bia quando ela era bebê? Açúcar?

Davi riu baixinho.

- Você agora vai perguntar quais são as minhas intenções com sua amiga?

A moça encarou-o por alguns instantes antes de balançar a cabeça.

- A despeito do que outros possam pensar sobre o assunto, Beatriz é perfeitamente capaz de se cuidar sozinha. O que não significa que eu não vá arrancar seu coração com minhas mãos nuas se você fizer alguma coisa que possa magoá-la.

- Perfeitamente aceitável. – Davi concordou.

- Fantástico. – Sofia virou nos calcanhares – Agora, temos alguma coisa aqui para jantar hoje?



A Coruja

Nenhum comentário:

Postar um comentário