14 de julho de 2011

Coruja Gourmet: Arroz de Forno




Hoje vamos ter uma receita estilo Lavoisier - aproveitando as sobras, uma vez que nada se perde, nada se cria, tudo se transforma.

Tenho uma história pessoal com um arroz de forno que acho, inclusive, que já contei para vocês. Mas, na dúvida, conto de novo.


Isso deve fazer uns dez anos que aconteceu. Juntamos uma cambada de amigos do colégio e fomos para a casa de Carol para, supostamente, fazer um almoço, todinho, pos nós mesmos. Não consigo me lembrar de quem foi essa idéia brilhante, mas de alguma forma, sei que a culpa foi da Carol que no final concordou em nos abrir sua cozinha.

Também não consigo me lembrar quem foi que me colocou como chefe da cozinha, mas desconfio que isso se devia ao fato de eu ser a dona do livro de receitas (o que, no final das contas, lança uma luz bastante interessante sobre o caso...).

A coisa ficou assim: eu disparava ordens e fiscalizava o trabalho de todo mundo enquanto dava conta da torta fria de atum, Vanessa fritava os bolinhos de queijo, Carol lavava os pratos e os meninos catavam arroz.

Esse arroz foi a grande estrela da nossa manhã culinária.

Ele não estava necessariamente estragado, apenas velho... de forma que tinha criado um monte de borboletinhas e larvinhas das borboletinhas, que foi o que os meninos cataram. Como as coisas meio que se confundiam - larvinhas, grãos de arroz, etc - é certeza que alguma coisa deve ter passado pela análise criteriosa de um bando de garotos cantando a plenos pulmões junto com o rádio.

Assim é que o arroz que fizemos naquele dia ficou conhecido como o crocante e delicioso arroz proteinado.

A receita deste arroz de hoje é a mesma, exceto por um detalhe: naquele dia, não usamos sobras de arroz, mas fizemos ele direto do forno, o que adicionava entre os ingredientes água fervida.

Seja como for, espero não ter lhes tirado o apetite. Vamos à receita!


Arroz de Forno


Ingredientes

* sobra de arroz
* 1 ovo
* 1 colher (sopa) de margarina
* milho, ervilha, presunto, azeitona, uva passa, cenoura e o que mais quiser botar
* queijo ralado

Modo de preparo

Unte um recipiente de vidro com margarina. Depois coloque o arroz, a colher de margarina, a gema do ovo e os ingredientes escolhidos. Misture bem até ficar homogêneo. Bata a clara em neve, cobrindo o arroz com a clara batida. Salpique queijo ralado em cima e leve ao forno para dourar. NÃO DEVE SER LEVADO AO FOGO ALTO; e leva uns dez minutos para ficar pronto.

Conclusões

D. Mãe fez recentemente uma variação desse arroz com creme de leite batido com a clara, de forma que ficou uma espécie de arroz piemontês ou sei lá o quê - mas estava muito gostoso.

E, só para constar, sobre o arroz proteinado... ninguém passou mal e não sobrou nenhuma comida porque todo mundo comeu E repetiu, de forma que alguma coisa tem de ter saído certa, né?



A Coruja


Arquivado em

____________________________________

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sobre

Livros, viagens, filosofia de botequim e causos da carochinha: o Coruja em Teto de Zinco Quente foi criado para ser um depósito de ideias, opiniões, debates e resmungos sobre a vida, o universo e tudo o mais.

Cadastre seu email e receba as atualizações do blog

facebook

Arquivo do blog