10 de janeiro de 2011

Coruja Gourmet: bolo nega maluca




Sei que mês passado eu disse que ia publicar esse mês o grande segredo do arroz branco soltinho, mas amanhã é o aniversário de excelentíssima D. Mãe. Sendo o aniversário de excelentíssima D. Mãe e considerando que estou de férias, em casa, é claro, óbvio e ululante que eu não poderia deixar passar a oportunidade de fazer... BOLO!!!


Vejam, essa não é a primeira vez que faço bolo no aniversário de excelentíssima D. Mãe. Alguns (muitos) anos atrás, inventei de surpreendê-la fazendo, sozinha, o bolo. O problema é que era a minha primeira vez sozinha na cozinha, com nada mais nada menos que uma batedeira (terrível, terrível) - e alguém tinha esquecido de me avisar que não se deve levantar o bendito aparelho quando você está no meio do processo de bater a massa.

O resultado foi que tive de lavar até o teto da cozinha. Em minha defesa, contudo, o bolo estava muito gostoso.

Isso aconteceu há quase dez anos, e de lá pra cá gosto de pensar que aprendi algumas coisas... Assim é que hoje no CCPIC - Curso de Culinária para Pessoas Ineptas na Cozinha - vamos aprender a fazer o bolo nega maluca, que é, muito provavelmente, o bolo de forno mais ridiculamente fácil de fazer!


Bolo Nega Maluca


Ingredientes

* 3 xícaras (chá) de farinha de trigo com fermento
* 2 xícaras (chá) de açúcar
* 1 xícara (chá) de chocolate em pó
* 1 xícara (chá) de óleo
* 1 xícara (chá) de água quente
* 4 ovos

Modo de preparo

Junte na vasilha a farinha, o açúcar, o chocolate em pó, os ovos e o óleo. Bata bem até formar uma massa homogênea. Acrescente a água quente. Bata de novo. Pronta a massa, leve ao forno pré-aquecido em forma untada e enfarinhada.



Conclusões

Exceto por papai dizendo "vai queimar, vai queimar" (pense na fé que ele bota em mim...), a coisa foi bastante tranqüila, e todos sobreviveram ao final. Minha versão foi recheada e coberta, porque, afinal, é um bolo de aniversário.

Algumas dicas para o caso de vocês quererem fazer o bolo recheado, baseados em ver mamãe confeitar bolo: primeiro, corte o bolo pela metade com um pedaço de linha. O corte vai ficar retinho - mas só faça isso depois do bolo esfriar, ou, do contrário, ele vai quebrar (ou você o deixará cair após queimar as mãos...).

Depois, para deixar o bolo ainda mais gosto, molhe a massa por dentro (depois de cortada) com alguma calda - eu usei calda de cereja, mas isso porque não encontrei o licor de chocolate. Mas veja lá: é só dar uma molhadinha, não embeber o bolo até que comê-lo deixe os convivas bêbados!

Para o meu bolo, escolhi recheio prestígio: uma lata de leite condensado, um saquinho de coco ralado e meia xícara de leite, levando ao fogo baixo até ficar razoavelmente consistente (se botar leite demais, maizena neles), mais ou menos no ponto de beijinho (apenas um pouco mais molinho).

Depois, bota a parte de cima do bolo sobre o recheio, cobre com chocolate (a cobertura comprei pronta) e confeite a gosto - com brigadeiro, raspas de chocolate, cerejas, enfim, o que você quiser colocar!



Mas o nega maluca pode ser comido purinho - ele é bem molhadinho e delicioso; sempre foi um dos meus bolos favoritos, junto com o de aveia e canela e o engorda-marido.

Fora que ele é super-fácil, super-rápido e super-prático. Perfeito para qualquer iniciante do CCPIC!



A Coruja


Arquivado em

____________________________________

 

4 comentários:

  1. Faltou uma foto do bolo! ;)

    ResponderExcluir
  2. Lulu na cozinha, e mandando bem! =D O bolo ficou bonito e, provavelmente, muito melhor que minha última tentativa.

    E o licor de chocolate seria o de menos, com os convidados bêbados. Quando vc chegar aqui, conto de um bolo feito por um amigo meu que colocou... uma coisinha a mais. 1kg de uma coisinha a mais... Basta saber que o bolo estava VERDE. (Não, eu não comi desse bolo, só soube dele via terceiros)

    ResponderExcluir
  3. passei mal de tanto rir com o
    "e alguém tinha esquecido de me avisar que não se deve levantar o bendito aparelho quando você está no meio do processo de bater a massa."

    Adoreiiii....estou pensando seriamente em comprar os ingredientes amanhã e tentar fazer! Será q dá certo???

    ResponderExcluir
  4. Os bolos da coruja são sempre gostosos e cheirosos!! Ela é uma cozinheira de mão cheia!!

    ResponderExcluir

Sobre

Livros, viagens, filosofia de botequim e causos da carochinha: o Coruja em Teto de Zinco Quente foi criado para ser um depósito de ideias, opiniões, debates e resmungos sobre a vida, o universo e tudo o mais.

Cadastre seu email e receba as atualizações do blog

facebook

Arquivo do blog