20 de novembro de 2010

Meme Literário: Dia 20 – um final de livro surpreendente




De uma forma geral, eu concordo com Harold Bloom: Shakespeare é um absoluto gênio literário. Mas, porém, contudo, devo ser sincera e dizer que não acho que ele sempre acerta.

Quando acerta, não há quem se compare a ele. Quando não acerta, também.


Meu Deus, como detestei o final de Os dois cavalheiros de Verona. Falando sério, não gosto de maniqueísmos, mas sou partidária de que vilões recebam algum castigo e não sejam premiados!

E, considerando o caráter de Julia, em comparação ao de seu amado Proteus, é óbvio que Proteus sai ganhando na história, mesmo depois de se provar um grandessíssimo canalha.

Vá lá que essa foi uma das primeiras comédias – e peças – do bardo. Ele ainda estava desenvolvendo seu estilo, experimentando seu público... quem vai saber?

Se bem que mesmo em peças posteriores – e excelentes – Shakespeare faz algumas de suas heroínas caírem nos braços de grandes babacas, quando elas podiam se sair muito, muito melhor. E as heroínas de Shakespeare não são o tipo de mulher que espera as coisas acontecerem – elas fazem acontecer.

Taí um bom tema para explorar num futuro especial... reclamar sobre como Shakespeare faz alguns de seus heróis muito aquém de suas heroínas... Bah... Para que Portia precisava de um Bassanio? Eu nunca consegui gostar do Bassanio.

Mas tudo bem, deixa eu parar de resmungar que tem muito trabalho aqui para fazer...


____________________________


E aproveitando o ensejo já que estamos por aqui, não deixem de participar da pesquisa de opinião para o balanço de final de ano de D. Lulu!





A Coruja


____________________________________

 

2 comentários:

  1. Não posso comentar muito sobre Shakespeare, já que até hoje só li Sonho de uma Noite de Verão, que é uma peça renomada e meia.

    Um dia pego outra(s) peça dele para ler... Será que encontro A Megera Domada nos sebos? xD

    ResponderExcluir
  2. Eu tô que nem o André, só li as peças renomadas: Hamlet e Othelo. Se não me engano O Rei Lear está no DL2011. Não sabia que Shakespeare podia ser tosco! Bom saber! rsrsrsrs

    Smacks imensos pra ti! ;)

    ResponderExcluir

Sobre

Livros, viagens, filosofia de botequim e causos da carochinha: o Coruja em Teto de Zinco Quente foi criado para ser um depósito de ideias, opiniões, debates e resmungos sobre a vida, o universo e tudo o mais.

Cadastre seu email e receba as atualizações do blog

facebook

Arquivo do blog