11 de dezembro de 2018

Dê Livros de Presente Neste Natal

Ilustração da Samanta Flôor (Facebook)

Os pedidos de recuperação judicial da Saraiva e da Cultura escancararam a crise do mercado editorial no Brasil - uma crise, sublinhe-se, de gestão, não de falta de leitores. Entre associações de livreiros e editoras, de gente do meio que vive deles ou não vive sem eles, vem crescendo uma campanha para convencer as pessoas a dar livros de presente neste Natal.

Da minha parte, isso não é bem novidade - mais da metade das pessoas da minha lista ganham livros em todas as datas comemorativas em que eu lhes dê presente, seja nascimento, aniversário, formatura, dia das crianças, halloween ou natal. Se eu tiver uma mínima noção de que a pessoa gosta de livros - ou se estiver em meu poder influenciá-la a gostar de ler (como no caso dos meus sobrinhos) - todo mundo sabe o que ela vai ganhar.

Contudo, muita gente até quer dar livros de presente… mas não tem muita ideia de qual título escolher. Então, minha participação nesta campanha - que aprovo 200% - vai ser com uma lista de sugestões para diferentes tipos de leitor (lista e categorização não exaustivas nem restritivas). Tentei fazer uma mistura de livros lançados recentemente (mais difícil de seu presenteado já ter), títulos um tanto mais obscuros e com diferentes faixas de preço. E, se alguém quiser pedir meus serviços de matchmaking literária, pode deixar o pedido nos comentários, mandar e-mail ou sinal de fumaça, que tento encontrar um livro perfeito para seu presenteado (ou para você mesmo, porque nada aqui proíbe que você mesmo se presenteie. Sou totalmente a favor).

Então... vamos lá! Presentes de Natal para os leitores de suas vidas!

presentes para o leitor que acredita em magia


Como fantasia é um dos meus gêneros favoritos... então vou começar por aqui.

Uma boa pedida, considerando que logo será lançado O Retorno de Mary Poppins, são os livros de P. L. Travers em que a personagem - eternizada por Julie Andrews e vivida agora por Emily Blunt - foi inspirada. Cá no Brasil, a Zahar lançou os dois primeiros volumes, Mary Poppins (que eu li na versão da extinta Cosac Naif) e A Volta de Mary Poppins, sendo que o primeiro está disponível tanto numa versão grande, comentada, quanto numa edição de bolso com acabamento de luxo. As edições de clássicos da Zahar são sempre um bom presente, porque têm boas traduções, capa dura, ilustrações originais e versões que cabem em diferentes orçamentos.

Da mesma coleção, também foi lançado recentemente O Quebra-Nozes, que reúne duas versões do conto que conhecemos mais pelo balé de Tchaikovsky: a de E. T. A. Hoffman e a de Alexandre Dumas. Eu conheço a primeira e estou bem ansiosa para ler a de Dumas - esse livro está agora na minha cabeceira, provavelmente será minha próxima leitura. O Quebra-Nozes ainda tem a vantagem de ser uma história natalina, o que o torna realmente perfeito para ser um presente nessa época do ano.

Completando o rol, deixo um título que estava na minha própria lista de desejos e ganhei de presente esses dias: A Queda de Gondolin, o último dos três grandes contos dos primórdios da Terra-média, deixados por Tolkien e editados por seu filho, Christopher. Esse livro ganhou um tratamento de respeito pela HarperCollins, com capa dura e as (magníficas) ilustrações de Allan Lee.

presentes para o leitor historiador


Se seu presenteado é do tipo que curte uma não-ficção, gosta daqueles livros sobre história, economia, política, crítica literária e variantes, então aqui vai a lista de sugestões para ele. Começando com um livro que já dei de presente e sugeri para muita gente e sempre tive um feedback de plena satisfação: No Reino do Gelo, de Hampton Sides. Esse livro conta a tragédia do U.S.S. Jeannette, numa viagem que tentou alcançar o Polo Norte, mas acabou ficando pelo caminho. É uma história de aventura, sobrevivência, coragem e sacrifício - um relato real tão impressionante, com personagens que saltam das páginas e não ficam em nada a dever a qualquer blockbuster cinematográfico.

Um lançamento recente aqui no Brasil - numa bela edição em capa dura - é A Batalha das Ardenas - a cartada final de Hitler, do historiador militar Antony Beevor. Esse cara é considerado um dos grandes especialistas contemporâneos no assunto, junto com o John Keegan. Li o Keegan, ainda não o Beevor, mas a comparação e o número de vezes em que o vi citado em ‘melhores livros sobre a Segunda Guerra’ me fazem colocá-lo aqui. Está na minha própria lista de desejo, então acho que isso é uma boa credencial para colocá-lo aqui. Ele também tem vários outros volumes que já foram traduzidos, incluindo títulos em edições de bolso.

Completando a lista, um título de ensaios: Sobre Histórias, do C. S. Lewis. Para quem gosta de crítica literária e de pensar sobre a importância de contar histórias, esse título é um ótimo presente. A edição é um primor, em capa dura com relevo, boa tradução e o conteúdo por si só, é excelente. Há muito que eu queria esse livro, quase cheguei a comprá-lo em inglês, mas a Thomas Nelson lançou-o esse ano, para minha alegria. Na verdade, há vários títulos de não ficção do Lewis publicados já no Brasil, a maioria acerca de suas ideias sobre o cristianismo, todas seguindo o mesmo belo projeto do já citado livro. Se seu presenteado se interessa por religião, pode ser uma boa procurar algum deles, como Cristianismo Puro e Simples, adaptado das palestras que Lewis deu para a BBC no período da guerra, como forma de motivar o público para as dificuldades da época, ou o fantástico Cartas de um Diabo a Seu Aprendiz, que tanto é um livro filosófico sobre tentações como uma sátira epistolar saborosa. Recomendo esse livro ao quadrado (pode ser?) por sua capacidade tanto de divertir quanto de fazer refletir.

presentes para o leitor romântico


Vou começar com um livro pelo qual sou extremamente apaixonada: A Princesa Prometida, do William Goldman. Esse livro já tinha sido publicado aqui no Brasil há bastante tempo, com o título O Noivo da Princesa - o título original em inglês - mas estava fora de catálogo. Essa nova edição, contudo, com capa dura e vários extras, segue a tradução do título do filme, que foi um dos filmes da minha infância - inclusive a arte da capa (que ficou belíssima) remete ao filme. Romance, aventura, fantasia, humor… há de tudo um pouco nessa história. Estou com ele para reler, tá na fila para ano que vem.

Eu já perdi a conta de quantos livros da Julia Quinn eu já dei de presente e sempre foi um retumbante sucesso. Meu favorito é O Visconde que me Amava, mas várias das séries dela já foram lançadas aqui no Brasil, então não é difícil encontrar algum que seu presenteado não tenha (se ele ler em inglês, foi lançado mês passado o mais novo dela, The Other Miss Bridgerton). Considerando que a série dos Bridgerton (são nove livros!) vai virar série da Netflix, é uma boa pedida… e ainda facilita sua vida: se a pessoa gostar, você pode dar um novo volume a cada data festiva!

Sugeri um romance mais juvenil, outro adulto, termino a lista com um clássico: Norte e Sul, da Elizabeth Gaskell. Eu poderia sugerir a Jane Austen, mas se seu presenteado é um fã de romances clássicos, Austen é quase certeza na estante dele (se bem que ele pode ser como eu, um colecionador de edições diferentes, sempre feliz em achar uma nova versão para ler, comparar tradução e admirar o projeto gráfico…). A Gaskell não é tão conhecida, sendo contemporânea das irmãs Brontë e Charles Dickens, mas é também uma excelente autora. Norte e Sul é meu favorito dela (na verdade, é um dos meus romances favoritos de todos os tempos), porque tem um romance que é realmente de te fazer suspirar; personagens fortes (sejam protagonistas ou secundários) e um excelente uso de contexto histórico - a história se passa no período da Revolução Industrial, de criação de sindicatos e movimentos trabalhistas. É um livro que encanta mas que também rende bastante debate.

presentes para o leitor aventureiro


A Longa Viagem a um Pequeno Planeta Hostil foi o melhor livro que li no ano passado, então indico a continuação lançada esse ano (que não é bem uma continuação, mas uma história independente passada no mesmo universo): A Vida Compartilhada em uma Admirável Órbita Fechada. Se seu presenteado gosta de histórias de viagens especiais, sobre amizade, respeito e busca de identidade - historias que te fazem astronauta, que te levam para bem longe, mas também te colocam para encarar problemas bem cotidianos… Becky Chambers é uma autora sob medida para apresentar a ele.

Como é sempre bom aproveitar oportunidades para apresentar clássicos… seu amigo leitor que gosta de aventuras pode muito bem aproveitar o melhor romance de capa e espada de todos os tempos (ao menos, na minha opinião…): Os Três Mosqueteiros, de Alexandre Dumas. Há um sem número de edições disponíveis desse livro, em versões de bolso, de luxo, em quadrinhos, populares, para todos os gostos, enfim. Há leitores que têm certa relutância em ler clássicos, achando que eles são muito difíceis, de linguagem muito rebuscada e enredos intrincados. Não direi que Dumas não seja prolixo, mas não se pode negar que ele é uma boa porta de entrada nesse contexto.

Eu tenho uma história curiosa para contar sobre minha última indicação dessa categoria: na primeira vez em que viajei a Londres, visitei a Waterstones em Piccadily Circus e havia um burburinho enorme em torno de um senhor de cabelos brancos, que autografava livros ali. Eu não fazia a menor ideia de quem ele era e meu horário era meio corrido para parar e perguntar, de tal forma que fui embora e só depois descobri que tinha perdido a oportunidade de pegar um autógrafo de Ken Follet. Queda de Gigantes - primeiro volume da trilogia O Século - é considerado um dos melhores livros de ficção passado na Primeira Guerra. Ele está na minha lista de desejos faz um tempinho, inclusive porque as resenhas que li são quase unânimes em considerá-lo um livro fantástico. Mas, se quiser se arriscar sem ter de começar por um tijolo (Queda de Gigantes tem mais de mil páginas), foi lançada esse ano uma edição especial comemorativa de 40 anos de O Buraco da Agulha. É uma boa aposta para presentear seu amigo que gosta de histórias de espionagem.

presentes para o leitor em formação


Eu não poderia deixar de fazer uma lista para a mais importante categoria de leitor que existe: o leitor em formação. Aqui não importa tanto ser ou não lançamento, afinal, esse é o leitor que você está começando a ensinar a gostar de ler, que está apenas iniciando sua biblioteca. Acho que é minha parte favorita de escolher presentes a cada ano: descobrir que livro dar para cada um dos meus sobrinhos.

Sendo natal, um livro sob medida para dar de presente é o clássico de Dr. Seuss Como o Grinch Roubou o Natal - e o bom é que esse ano teve novo filme do Grinch! Dá até para fazer uma sessão dupla com os pequenos: ler o livro em família (é curtinho, em versos, dá para fazer vozes e outras brincadeiras junto) e depois assistir a adaptação. Eu acho os livros do Seuss muito gostosos para compartilhar, ler em voz alta. Sou completamente apaixonada por Ah, os Lugares Aonde Você Irá - aliás, se vocês estiverem procurando algo para dar de presente para alguém que está se formando (dezembro e janeiro também é temporada de formaturas para pessoal que está saindo da faculdade!), acho que não tem um livro mais adequado para a ocasião que esse, porque é uma mensagem sobre desafios, começos, realizações, sobre todo o caminho que se descortina diante de alguém que começou uma nova etapa da vida.

Já que estamos nos clássicos, também não posso esquecer de Roald Dahl, e há duas excelentes pedidas para dar aos pequenos de presente agora: A Fantástica Fábrica de Chocolate - que vai ter uma nova adaptação pela Netflix, o que, de novo, significa poder ler e depois assistir à história (crianças gostam de repetição, gostam de voltar e voltar e voltar às suas histórias favoritas!) e Matilda, que completou 30 anos agora em 2018, mas continua encantador… e tem uma protagonista que ama livros, uma ótima personagem para os pequenos se espelharem.

Consegui até aqui me segurar para não falar do Gaiman, mas olha, não tem jeito, ele tinha de aparecer pelo menos uma vez nessa lista. Pensei um bocado em qual livro dele indicar, mas no final me decidir por Instruções - é curto, é um poema, é um livro todo ilustrado, e é uma história que brinca com as lições que aprendemos em contos de fadas e que levamos também para a vida. Eu tenho um amor enorme por esse livro, pela delicadeza da mensagem, pelo humor das referências e, embora eu o sugira aqui para crianças, esse é um título (como todos os outros desta categoria, para ser sincera) que não tem idade para ser lido.

Antes de me despedir, gostaria de lembrar que, por mais clichê que seja dizê-lo, quando você dá um livro de presente, não está dando apenas um objeto com folhas, páginas, palavras. Está dando uma viagem, uma memória, uma dádiva. Um livro é um presente que não se exaure, que mesmo quando não o temos fisicamente conosco, pode estar presente em nossos pensamentos. Boas histórias nos acompanham, nos fazem voar, imaginar, criar também nossas próprias histórias. E o ato de compartilhar essas histórias - não apenas dando o livro de presente, mas lendo juntos, ou sentando para comentar depois - ainda tem a vantagem de aproximar as pessoas. Quando você para para escolher cuidadosamente um título que você acha que aquela outra pessoa vai gostar - mesmo que ainda não tenha lido, mas se baseia em pesquisas e indicações de lugares cá como o Coruja -, está dando também um pouquinho de si mesmo. Ao menos, essa é a minha experiência. Espero que seja a de vocês também.


A Coruja


____________________________________

 

2 comentários:

  1. Recebi na semana passada um e-mail da saraiva sobre o reembolso de um pedido que fiz em maio, é mole?
    :-)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu tive esse problema com a Cultura, mas no final recebi o livro. Mas demorou menos tempo; fiz o pedido em agosto e o livro me foi entregue em meados de novembro. A coisa anda complicada mesmo...

      Excluir

Sobre

Livros, viagens, filosofia de botequim e causos da carochinha: o Coruja em Teto de Zinco Quente foi criado para ser um depósito de ideias, opiniões, debates e resmungos sobre a vida, o universo e tudo o mais.

Cadastre seu email e receba as atualizações do blog

facebook

Arquivo do blog