28 de julho de 2016

Livros para Assistir: Mogli, o Menino Lobo


Uma criança humana se perde na floresta, e, ao ser encontrada por uma pantera negra, é levada para ser criada por lobos. Contrariando todas as expectativas, a criança cresce forte e saudável, sendo plenamente aceita pela família lupina. Devido a uma série de eventos, o "filhote de homem" vira alvo de Shere Khan, um temido tigre, e embarca em uma jornada para garantir sua sobrevivência.


O Menino Lobo é um enorme clássico de animação da Disney, mas este ano, o filme foi relançado em formato live-action. Esta versão conta com uma verdadeira constelação no elenco, tais como Ben Kingsley, Idris Elba, Bill Murray, Lupita Nyongo e Scarlet Johansson. Todos os animais foram feitos em CGI, assim como a maior parte dos cenários, sempre se mantendo fiéis às localizações reais na India. 


Como biólogo, posso dizer que o trabalho de caracterização dos animais foi praticamente impecável, com apenas dois personagens parecendo deslocados na região: Baloo e Rei Louie. Baloo é, técnicamente, um Urso-beiçudo, mas se parece muito com um urso pardo, nativo da Europa. Já Rei Louie é um Gigantopitecus, um gênero de hominídeo extinto a milhares de anos, mas ainda lembra um orangotango, nativo da Indonésia. Tirando estes dois detalhes, a outra exceção foi que muitos dos animais foram aumentados. Fora isto, está um trabalho impecável e de encher os olhos.


Quanto à história, o filme é uma adaptação de vários contos do livro original, O Livro da Selva, inspirado fortemente pelo clássico filme da Disney. Fortemente presentes estão os contos Os Irmãos de Mowgli, e partes de A Caçada de Kaa e Tigre! Tigre!, mas com um desenrolar um tanto diferentes, especialmente em Shere Kahn, que é, no livro, um tigre aleijado e ostracizado por ser um devorador de homens, ao contrário do caçador indiscriminado e cruel do filme. 


No geral, este filme é uma verdadeira obra de arte. História envolvente, personagens carismáticos, visual lindo. Mesmo os "defeitos" são facilmente ignorados, em face à todo o resto. Este filme é, na minha opinião, indispensável para os fãs da Disney e da animação original.

O Bode


____________________________________

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sobre

Livros, viagens, filosofia de botequim e causos da carochinha: o Coruja em Teto de Zinco Quente foi criado para ser um depósito de ideias, opiniões, debates e resmungos sobre a vida, o universo e tudo o mais.

Cadastre seu email e receba as atualizações do blog

facebook

Arquivo do blog