24 de maio de 2016

Livros para Assistir: X-Men


X-Men é uma das franquias de superheróis mais famosas do mundo, igualando com gigantes como Vingadores, da mesma editora, e Liga da Justiça, da concorrente DC Comics. Porém, esta franquia, até pouco tempo atrás havia deixado a desejar no quesito adaptações para as telonas. Isso é, até 2011, com a entrada de Bryan Singer.
 

X-Men: First Class saiu em 2011, trazendo uma nova proposta para os filmes: a origem de tudo. Vemos como Charles Xavier (James McAvoy) conheceu Erik Lensherr (Michael Fassbender), o que o levou a formar os X-Men e o que enfrentaram no começo. Este filme dá uma bela perspectiva na mentalidade de ambos os amigos, que são, efetivamente, as estrelas desta (por enquanto) trilogia.


Porém, Bryan Singer não esqueceu que já havia uma trilogia (ruim, na minha opinião) de X-Men nos cinemas e a solução para isso veio em 2014, com X-Men: Dias de um Futuro Esquecido, adaptado diretamente do quadrinho com mesmo nome. 

Claro que algumas adaptações foram feitas, e a maior delas sendo que James "Logan" Howlett/Wolverine (Hugh Jackman) é o personagem principal neste filme, e não Kitty Pride/Lince Negra (Ellen Page). O que este filme fez foi, basicamente, reiniciar completamente o universo cinemático de X-Men, uma jogada fantástica por parte do diretor.


E, finalmente, em 2016, o diretor lançou o terceiro filme da trilogia: X-Men: Apocalipse! Quando este filme foi anunciado, muitos acreditaram que seria uma adaptação do arco Era do Apocalipse, uma das mais famosas e queridas pelos fãs da franquia. Bem, não é. 

Ao ver o trailer, eu me convenci de que este seria um filme ruim. Bem, não é. A história não traz muitas surpresas, mas certamente vale muito o preço do ingresso (ou aluguel do DVD, a depender de quando você estará lendo isso). 

No geral, a trilogia de Bryan Singer é boa, e respeitosa com os fãs de X-Men, chegando quase ao nível dos filmes da Marvel, porém com mais consistência. Teoricamente, Deadpool está incluso nesta linha, então poderia ser considerado um adendo a esta série. 

Minha única dúvida é: DE ONDE RAIOS BRYAN SINGER E A FOX TIRARAM QUE A MÍSTICA É UMA HEROÍNA?!

O Bode


____________________________________

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sobre

Livros, viagens, filosofia de botequim e causos da carochinha: o Coruja em Teto de Zinco Quente foi criado para ser um depósito de ideias, opiniões, debates e resmungos sobre a vida, o universo e tudo o mais.

Cadastre seu email e receba as atualizações do blog

facebook

Arquivo do blog