30 de julho de 2015

Empilhando no Escaninho #12 (Os Links da Coruja)


Chegando ao fim do mês, começando a pensar nas férias (as minhas serão em setembro, enquanto quase todo mundo está voltando agora aos afazeres), preparando as coisas para o próximo debate do clube do livro... Sempre tem um mundaréu de coisas para fazer nesse tempo, né? Mas enquanto estamos à toa, que tal dar uma olhada nesses links?

  • A Fernanda, do The Bookworm Scientist está participando do Concurso Brasil em Prosa, da Amazon. Eu até pensei em participar, mas questões de tempo e trabalho me impediram... Seja como for, ela publicou o conto Chaga, que tive o prazer de ler e que até comentei com ela que fazia jus a uma história mais longa. Recomendo a leitura!

  • Esse aqui é especial para a Ísis, nossa poliglota autodidata de plantão (vocês sabiam que ela começou a aprender japonês sozinha?): uma lista com vários links de sites onde você pode estudar outras línguas. Bacana, não é? Para quem tem disciplina, é uma boa pedida e quem se concentra melhor num curso com presença física pode usar essas ferramentas como auxílio de estudo.

  • Essa entrevista com Gaiman e Ishiguro me explodiu a cabeça - e me deixou maluca para ler O Gigante Enterrado, que já inclusive comecei, e estou amando... O tema da conversa é Let's talk about genre e eles falam do preconceito da crítica para com o gênero da fantasia (o esnobismo literário) e sobre o próprio processo de contar histórias. Muito bom!

  • O The Toast trouxe uma matéria apresentando alguns museus voltados à história das mulheres. Lembro de ter lido certa vez que a história é, no mais das vezes, contadas por homens para homens e assim, celebra apenas seus heróis, esquecendo as heroínas. É importante conhecer o papel das mulheres dentro da história. Gostaria de conhecer lugares aqui no Brasil que seguem essa mesma linha.

  • Agora na primeira quinzena de agosto, dia 15, a partir das 15h na Saraiva do Shopping Recife, tem encontro do Clube do Livro para debater Contato, do Carl Sagan. Os detalhes do encontro estão aqui.


  • Tá procurando um desafio de leitura que passeia por vários gêneros e vai do clássico ao pop literário? Que tal dar uma olhada na lista de 339 livros lidos pela Rory da série Gilmore Girls e montar seu próprio desafio?



  • Eu achei muito interessante esse teste para saber quão racional você é. Não vou negar que adoro testes de personalidade e este é muito bem pensado. Meu resultado declarou meu estilo racional como detetivesco: não gosto de conclusões precipitadas, sou boa com números na vida real (eu achei essa estranha a princípio, mas quando li a explicação, fez sentido - eu sou bem organizada com números nas finanças do dia-a-dia), e cética também: "Detectives are tough cookies. They're often caught up entirely in their immediate pursuits, which they attack with vigor and determination. Detectives are highly adept at seeing through nonsense, whether it be verbal, mathematical, or psychological. They are excellent problem-solvers and dogged seekers of the truth." Há! Sou quase um Holmes... ou um Poirot (quero crer que tenho mais empatia para com o resto do mundo que Sherlock...)


A Coruja


____________________________________

 

3 comentários:

  1. Fico tão feliz que você tenha gostado do conto! Era uma ideia que eu já vinha cultivando faz um tempo, mas foi muito difícil contê-la em 6 mil caracteres, hahaha.
    Interessantíssimo o debate com Gaiman e Kazuo Ishiguro também.

    ResponderExcluir
  2. Putz, quando eu estava indo embora daí resolvi dar aquela passada obrigatória na livraria do aeroporto...e por muito pouco não peguei Gigante Enterrado pra ler na viagem de volta, cheguei a quase ir pro caixa com ele. Depois dessa entrevista vou ser obrigado a ler!

    Você mencionou dos museus voltados à histórias das mulheres, e lembrei de outra coisa semi-relacionada: o Anticast lançou um episódio sobre a representação das mulheres nos autores clássicos da ficção científica, com o ótimo título de "Os Asimovs que não amavam as mulheres". Recomendo! (link: http://www.b9.com.br/59720/podcasts/anticast/anticast-193-os-asimovs-que-nao-amavam-as-mulheres/ )

    E meu teste deu...cético! Nunca me considerei cético, mas nos termos do teste ("Spurious arguments rarely fool or confuse you, and your beliefs are based on foundations of hard logic. You possess a fine-tuned BS detector.") eu até posso concordar. ....mas eu estou aqui discordando e duvidando do teste, provando exatamente que ele tem um ponto. Hmpf.

    Em outras notícias: já falei que estou de blog novo? Ainda estou pegando o jeito de novo e tals, mas vamos que vamos: http://caleidoscopiosemlogica.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu já estou seguindo o caleidoscópio ;) Você me falou dele pelo twitter se não me engano.

      Eu devorei o Gigante Enterrado em três dias. Espere resenha em breve!

      Darei uma olhada no episódio, obrigada por lembrar de mim.

      E quando refiz o teste uma segunda vez, meu resultado deu cético... mas em muitas coisas, ele é parecido com o perfil de racionalidade detetivesca, então...

      Excluir

Sobre

Livros, viagens, filosofia de botequim e causos da carochinha: o Coruja em Teto de Zinco Quente foi criado para ser um depósito de ideias, opiniões, debates e resmungos sobre a vida, o universo e tudo o mais.

Cadastre seu email e receba as atualizações do blog

facebook

Arquivo do blog