21 de outubro de 2012

Meme Literário: Dia 21 - Cite 3 personagens literários favoritos.


Dia 21 - Cite 3 personagens literários favoritos. Fale sobre eles.

Dé: Apesar de ter conhecido a pouco tempo, Harry Dresden já entrou para a lista de personagens favoritos. O humor ácido, a cretinice e o cavalheirismo meio antiquado fizeram com que eu me identificasse muito com o personagem, apesar de ter demorado uns 6 livros pra eu me convencer de que eu sou parecido com ele. Exceto que não sou tão cavalheiro assim... embora eu tente. Às vezes.

Gandalf entra na lista por ser o guia que eu gostaria de ter tido. Ou tive, já que li o livro... enfim, vocês entenderam. Sábio, sempre buscando o melhor para os protegidos, mas ao mesmo tempo severo e não passa a mão na cabeça quando precisa. Acho que todo mundo precisa ser ensinado por um Gandalf em algum ponto da vida.

Por fim, acho que entra aqui um sacana de marca maior: Puck, de Sonho de uma Noite de Verão. Poxa, queria conseguir sacanear todo mundo (inclusive o próprio chefe!) e ainda sair incólume da experiência. =P


Lu: É bastante óbvio que não posso deixar de falar da Emília, a Marquesa de Rabicó. Ela não apenas marcou minha infância: eu fui ela na infância e talvez ainda seja um pouco. Eu dou um sorriso de lado toda vez que lembro da história da ‘torneirinha de asneiras’, às vezes me pego imaginando que tipo de plano rocambolesco Emília pensaria para se sair de algumas das situações em que me pego.

O segundo é Samuel Vimes, Comandante da Guarda e Duque de Ankh-Morpork. Vimes é meu ídolo! Ele tem uma consciência muito clara de suas falhas, de sua ‘escuridão’, da besta que dorme em sua mente. Ele é cínico, irônico, deliciosamente rabugento... mas é também leal e corajoso e eu adoro vê-lo junto à família.

Por fim... a Beatrice, de Muito Barulho por Nada, do Shakespeare... porque se eu fui Emília na infância, Beatrice é das personagens que mais me identifico adulta. Ela é tudo o que eu queria ser. E creio que as características desses três personagens estarem na minha lista falam muito de mim: sou uma pessoa francamente insuportável XD


Dani: E voltando ao Pequeno Príncipe (parece que ainda vamos falar muito dele aqui), eu digo a Raposa. Não há muito o que dizer sobre ela se você já leu o livro. A mensagem que ela passa é simplesmente forte demais. É um personagem adorável, encantador e completamente envolvente.

Mas outro que eu diria seria Oliver Twist. Adoro a inocência e a bondade dele, mesmo passando por tantas situações precárias, confusas e ilegais, ele parece nunca perder suas maiores qualidades, se mostrando sempre alegre, sempre bondoso, mesmo sendo manipulado por todos o tempo todo.

E por último acho que diria Capitu, de Dom Casmurro. Tudo bem que a imagem que temos dela é completamente manipulada pelo narrador confuso e magoado que é Bentinho, mas ainda assim (ou talvez por isso) ela acabou se tornando uma figura quase mítica, sempre dissimulada e misteriosa, sempre dual, nunca com uma certeza de como está agindo ou o que está pensando. Ela sempre me cativou muito.



____________________________________

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sobre

Livros, viagens, filosofia de botequim e causos da carochinha: o Coruja em Teto de Zinco Quente foi criado para ser um depósito de ideias, opiniões, debates e resmungos sobre a vida, o universo e tudo o mais.

Cadastre seu email e receba as atualizações do blog

facebook

Arquivo do blog