6 de outubro de 2012

Meme Literário: Dia 06 – Um livro que todos deveriam ler pelo menos uma vez.


Dia 06 – Um livro que todos deveriam ler pelo menos uma vez. (Pergunta feita no Meme de 2010. Se você participou na época, procure comparar as respostas.)

Dé: Não creio que exista apenas UM livro que eu ache que todos deveriam ler ao menos uma vez. Se fosse para apostar minhas fichas nas opções favoritas, eu diria O Senhor dos Anéis e Guia do Mochileiro das Galáxias.

Lu: Eu gostaria que todos lessem alguns dos livros mais sérios do Pratchett, como Small Gods e Night Watch, porque são livros de fantasia, são divertidos, mas também pegamos temas muito sérios e questionam de maneira que mesmo alguns livros de não-ficção não alcançam.

E também Belas Maldições, porque o fim do mundo de Gaiman e Pratchett é puro amor...


Dé: Por que não me impressiono de ver esse título aqui?

Lu: Tipo, eu indico esse livro para cima e para baixo, para todo mundo que conheço – inclusive foi uma das minhas indicações ano passado. Por que você se surpreenderia? Fui até eu quem te dei o livro de presente XD

Dé: Repito: por que não me impressiono de ver esse título aqui? =P

Lu: *ignora* Bem, tem outro livro que li muito recentemente que tem uma linguagem extremamente lírica e é bem tocante e que se não fosse tão caro, eu providenciaria para dá-lo de presente para todos os meus conhecidos: é Contos de Lugares Distantes, do Shaun Tan.

Não se enganem por ele ser vendido na prateleira de livros para crianças. É um livro muito, muito emocionante.

Alguém mais percebeu que era para indicar só um e eu já falei de quatro?


Dani: Que tal a Bíblia? XD Sério mesmo, é um ótimo livro se você pega para ler de forma mais crítica e... atenta. Nada contra a leitura com fé, mas experimente ler como se fosse um livro comum, O resultado pode ser surpreendente.

Lu: A Dani tem razão. Em especial em relação ao Antigo Testamento. Eu já li a Bíblia e há algumas partes ali que não deixem a dever a nenhum filme de ação. Há grandes romances, dramas, aventuras, sangue e carnificina... É empolgante. Gosto particularmente do livro de Ester. E Judite. Sério, Judite é o arquétipo para Mata Hari!


Arquivado em

____________________________________

 

Um comentário:

  1. Dani minha sugestão foi a mesma que a sua, por ser um livro histórico, tendo cuidado de escolher uma mais neutra.

    ResponderExcluir

Sobre

Livros, viagens, filosofia de botequim e causos da carochinha: o Coruja em Teto de Zinco Quente foi criado para ser um depósito de ideias, opiniões, debates e resmungos sobre a vida, o universo e tudo o mais.

Cadastre seu email e receba as atualizações do blog

facebook

Arquivo do blog