6 de fevereiro de 2010

Prosa & Poesia (Especial dia dos namorados) - Parte II: Conversas de namorados são... ridículas


Dizem que o amor nos deixa tolos... meio loucos... meio burros... Falamos coisas que não fazem muito sentido, deixamos de agir como nós mesmos, somos ridículos... como tão bem descreve Fernando Pessoa:

Todas as cartas de amor são ridículas


Todas as cartas de amor são
Ridículas.
Não seriam cartas de amor se não fossem
Ridículas.

Também escrevi em meu tempo cartas de amor,
Como as outras,
Ridículas.

As cartas de amor, se há amor,
Têm de ser
Ridículas.

Mas, afinal,
Só as criaturas que nunca escreveram
Cartas de amor
É que são
Ridículas.

Quem me dera no tempo em que escrevia
Sem dar por isso
Cartas de amor
Ridículas.

A verdade é que hoje
As minhas memórias
Dessas cartas de amor
É que são
Ridículas.

(Todas as palavras esdrúxulas,
Como os sentimentos esdrúxulos,
São naturalmente
Ridículas.)

Eu ia terminar por aqui... mas então, folheando Manuel Bandeira, encontrei outro poema que demonstra perfeitamente o ponto de hoje... e ainda tem a vantagem de citar lagartixas... ou lagartas... hehehe...

Namorados

O rapaz chegou-se para junto da moça e disse:
— Antônia, ainda não me acostumei com o seu corpo, com a sua cara.

A moça olhou de lado e esperou.

— Você não sabe quando a gente é criança e de repente vê uma lagarta listada?

A moça se lembrava:
— A gente fica olhando…

A meninice brincou de novo nos olhos dela.

O rapaz prosseguiu com muita doçura:

— Antônia, você parece uma lagarta listada.

A moça arregalou os olhos, fez exclamações.

O rapaz concluiu:

— Antônia, você é engraçada! Você parece louca.



A Coruja


Arquivado em

____________________________________

 

5 comentários:

  1. Eu sumo por dois dias e o povo abandona os comentários?
    Até tu Raven?
    Aidels, vou ler tudo, comentar no Ases e depois comentar aqui, tô devendo isso pra Lu.

    ResponderExcluir
  2. Todas as duas poesias são ridículas, assim como deus e o mundo, coisas ridículas.
    Até as loucuras femininas são ridículas.
    Somos todos pessoas ridículas.
    .
    .
    .
    ...
    .
    .
    .
    Ridículas

    ResponderExcluir
  3. Huahuahuahuahua...

    Sim, sim, somos todos mui ridículos... mas, venhamos e convenhamos, qual seria a gaça se não o fôssemos?

    ResponderExcluir
  4. Duvido que a graça desse as caras por essas bandas nesse mundo.

    ResponderExcluir
  5. Duvido que a graça desse as caras por essas bandas nesse mundo.

    ResponderExcluir

Sobre

Livros, viagens, filosofia de botequim e causos da carochinha: o Coruja em Teto de Zinco Quente foi criado para ser um depósito de ideias, opiniões, debates e resmungos sobre a vida, o universo e tudo o mais.

Cadastre seu email e receba as atualizações do blog

facebook

Arquivo do blog