13 de outubro de 2009

Olá, parentela!


Gostaria de aproveitar o espaço para mandar um alô para toda a parentela que visita o Coruja (e, obviamente, não me deixa comentários, de forma que eu só descubro que eles estão lendo... bem, continuem a ler...).

Olá, tio Fafa! Sei que o senhor não responderá o comentário, até porque está aqui no Recife para seu Congresso e não tenho certeza se está com acesso à internet... Mas depois de três dias de conversa sobre o que escrevemos e deixamos de escrever, achei que era justo lhe dar um alô.


Olá, Renato, meu caro cunhado! Kalyna me pediu o link para ler o blog depois que você comentou com ela do post sobre o fim de semana em Gravatá.

Olá, Kalyna! Bem-vinda ao meu humilde ninho-teto-canto-despejo-de-idéias. Espero não assustar você.

Olá, mãe (se você tiver acertado entrar no blog depois de tanta propaganda...)!

Olá, tia Gilka, minha única parente que comentou no Coruja até hoje!

Olá, Terencinho, que faz propaganda do coruja no seu blog e que me segue no blogger duas vezes (alguém me explica exatamente o que é aquela coisa de seguidores que até hoje não descobri para o que realmente serve?)

Olá, algum parente de Ribas (quem será? Será Zezinho? Joca? Isabela? Tio Cuca?)! Sim, eu sei que tem alguém de Ribas do Rio Pardo que entra no Coruja. Tenho meus métodos para descobrir. E é coincidência demais Ribas aparecer na minha lista... Então, só pode ser dos parentes de lá...

Enfim, olá para todos os parentes que, caladinhos, mui caladinhos, xeretam o que ando aprontando lendo o Coruja. Agradeço a companhia. E adoro todos vocês.

E depois de mandar um beijo para a Xuxa, voltemos à nossa programação normal...


A Coruja


Arquivado em

____________________________________

 

2 comentários:

  1. ola amei seu blog, muito inteligente mesmo, descobri ele pelo blog do tcinho, e ja virei fã tb.
    parabéns e ja esta add aos meus favoritos

    ResponderExcluir
  2. Oi Lu. Quero dizer que sou fã do blog -- que o conheci no envio do convite de formatura, lembra? E como você diz, é interessantíssimo conhecer alguém melhor a partir do que ele escreve -- e não a partir de miniperfis de cinco linhas, não é verdade?. Hoje, sei várias coisas suas, e prometo que manterei mais contatos para que você também me conheça melhor, certo?
    bjs do cunhado
    Renato

    ResponderExcluir

Sobre

Livros, viagens, filosofia de botequim e causos da carochinha: o Coruja em Teto de Zinco Quente foi criado para ser um depósito de ideias, opiniões, debates e resmungos sobre a vida, o universo e tudo o mais.

Cadastre seu email e receba as atualizações do blog

facebook

Arquivo do blog