30 de julho de 2009

Dark Years - Parte V


Ok, a peça de hoje talvez seja um pouco polêmica... Apresento a vocês um outro lado de Jasper Whitlock.




(I could see the flames burn bright from the winding road like a haunting page from my history…)


MAKING-OF


Embora eu já tivesse escrito o Jasper anteriormente em duas one-shots, até então, eu o explorara apenas de uma perspectiva mais cômica, fazendo contraponto direto ao Emmett. A bem da verdade, eu teria começado Dark Years com Jasper, não fosse pelo fato de precisar de uma certa brainstorm e muito cuidado para escrever este particular excerto.


Para compreender esse capítulo de DY, é necessário entender um pouco da história dos EUA; mais especificamente, da guerra da secessão. Os estados americanos já vinham dividos por um longo tempo – o norte burguês, mais industrializado, republicano e o sul escravista e rural – mas os conflitos explodiram mesmo quando Abraham Lincoln, nortista e republicano, foi eleito presidente.

A guerra entre os dois lados foi sangrenta, estendendo-se de 1861 a 1865, com a vitória do Norte.

Jasper nasceu e cresceu no sul. Foi um soldado confederado. Para seu “eu humano”, os negros escravos eram nada mais que animais, sem alma ou direitos... visão essa que entra em choque com o que seu dom como vampiro lhe diz quando ataca a ‘crioula’ que aparece nessa história.

Eu penso com meus botões que Jasper e Edward, que foram criados numa certa tradição e que se incorporaram na cultura de suas épocas, alimentaram preconceitos de raça – e talvez ainda alimentem num nível muito profundo e subconsciente -, mesmo que tenham compreendido, através de seus dons, que nada há de diferente entre negros e brancos.

De alguma forma, eu consigo ver ambos acompanhando com interesse o nascimento do movimento dos direitos civis, entre 54 e 80 e até mesmo assistindo discursos de Martin Luther King.

Mas isso não tem nada a ver com o que escrevi hoje... Bem, talvez um dia eu escreva Jasper e Edward assistindo ao famoso discurso I have a dream. Tenho certeza que ambos teriam muito que comentar nesse marco histórico.

Ok, deixa eu fechar esse assunto aqui antes que me apareçam idéias...

Nesse excerto apresentado em Dark Years, não deve fazer muito tempo que Jasper foi transformado, já que a guerra ainda está acontecendo. A menção a Maria é breve, mas importante para marcar quem ele é nesse momento de sua história.

De todos os Cullen, eu acredito que Jasper seja aquele que tem o passado mais sombrio (ainda que Edward se sinta nesse papel), de tal modo que foi difícil escolher precisamente que ponto retratar da história dele...

Mas agora, está aí. Faltam agora só Esme e Emmett para eu terminar minha incursão pelos anos sombrios dos Cullen. Uau... eu nem tinha me dado conta disso...


A Coruja


____________________________________

 

3 comentários:

  1. Puxa, o povo sumiu mesmo daqui né? Vou até começar a comentar pra você não achar q ninguém lê o q você escreve.
    Acho que além de assistirem Martin Luther King falando do "I Have a dream" deveriam assistir a Susan Boyle cantando "I Dreamed a dream", afinal os dois lutam por boas causas, Luther King contra o preconceito com os negros e Susan Boyle contra o preconceito contra os feios. :)
    Acho Válido...

    ResponderExcluir
  2. O texto do Jasper me lembrou muito Entrevista com o Vampiro, antes de qualquer coisa... Mas foi um ponto de vista muito interessante e bem colocado, de certa forma, afinal, é impossível para os Cullen não terem sido marcados pela época em que eram vivos, ao menos, eu penso assim.

    A narração da sua colação de grau me lembrou minha formatura =P Nossa, foi só ano passado, mas parece que faz tanto tempo... Acho que vou dizer a mesma coisa quando eu me formar na faculdade, rsrs...

    beijos

    ResponderExcluir
  3. Lulu é MARA!
    Vai aparecer no meu vídeo do The Sims!
    Só agora vi ela com nariz de bruxa!

    ResponderExcluir

Sobre

Livros, viagens, filosofia de botequim e causos da carochinha: o Coruja em Teto de Zinco Quente foi criado para ser um depósito de ideias, opiniões, debates e resmungos sobre a vida, o universo e tudo o mais.

Cadastre seu email e receba as atualizações do blog

facebook

Arquivo do blog