19 de julho de 2009

A Alice de Burton




Faz já algum tempo que eu tinha visto a notícia, mas esse fim de semana, enquanto pesquisava algumas coisas, dei de cara com fotos da produção de Alice no País das Maravilhas, versão Tim Burton.

Gosto muito do Burton e de tudo o que ele dirige (minha única ressalva talvez fosse A Fantástica Fábrica de Chocolate, cujo original é, em minha humilde opinião, muito superior) e, claro, quando vi as imagens, senti imediatamente um comichão para ver o filme, que está previsto para estrear em 2010.


A história de Burton é, pelo que entendi, um spin-off da obra de Carroll, a ação ocorrendo dez anos após os acontecimentos dos dois livros originais (ou, ao menos, imagino que Através do Espelho também esteja contando, já que o filme traz personagens do segundo livro).

Tudo começa com uma Alice de 17 anos no meio de um baile aristocrático em Oxford. Durante a festa, a jovem descobre que será pedida em casamento publicamente, o que a faz imediatamente fugir, seguindo um Coelho Branco até desaparecer por um buraco, chegando assim a Wonderland.

Aparentemente, o filme será parte live-action e parte animação no estilo de Beowulf - mas eu vi essa informação apenas de relance e nada que a confirmasse realmente, então, melhor esperar por notícias mais sólidas antes de afirmar qualquer coisa.









Eu gostei da escolha para Alice... O Character Design dos outros personagens está muito estranho, mas, bem, essa é uma marca registrada do Burton... Fora que Johnny Depp está totalmente Mad Hatter. Mais cara de louco, impossível. Vamos ver como o conjunto da obra funcionará na telona...

Aliás, falando em Depp, estou ansiosa pela estréia de Inimigos Públicos... Hohoho... Adoro gangsters...




Ok, melhor eu ir embora antes que eu misture mais coisas nada a ver numa mesma entrada...


A Coruja


Arquivado em

____________________________________

 

Um comentário:

  1. Eu passei algumas semanas viajando e... Como você trabalhou nesse meio tempo, viu? O.o Estou espantada com a quantidade de posts que tinha para ler quando inventei de me atualizar... Na verdade, estou até num estado de saturação exacerbado que não me permite fazer um comentário muito decente, então peço desculpas =P Mas definitivamente, o tempo não pára de correr enquanto rodamos o país e gastamos dinheiro...

    P.S.: engraçado, eu tenho uma coleção de corujas também... embora ela seja menor que a sua, eu suponho... e os livros de Monteiro Lobato são marcos na minha infância XD

    ResponderExcluir

Sobre

Livros, viagens, filosofia de botequim e causos da carochinha: o Coruja em Teto de Zinco Quente foi criado para ser um depósito de ideias, opiniões, debates e resmungos sobre a vida, o universo e tudo o mais.

Cadastre seu email e receba as atualizações do blog

facebook

Arquivo do blog