25 de maio de 2009

Os livros que quero ler... - Parte I

Há menos de vinte dias de me livrar da faculdade, comecei uma lista de todos os livros que quero ler tão logo possa deixar os volumes de Direito de lado (não que isso vá ocorrer tão cedo, considerando que terminar o curso é apenas um primeiro passo... mas a intenção é a que conta). Acho que quando terminar as aulas, vou fugir para Gravatá e passar uns quinze dias lá, sozinha, só lendo, tomando chocolate quente na varanda e me enrolando para escapar do frio.

Logicamente que essa é uma lista que só tende a crescer e crescer e crescer... nunca me canso de ler. Por isso, esse artigo nunca terá uma parte final.

Mas deixemos de lado a enrolação e vamos ao que interessa. Talvez vocês encontrem nas minhas sugestões algo que queiram ler também...

1) The Children of Húrin. Recomecei a ler esse livro nos intervalos do Congresso quinze dias atrás. Tive de parar no meio, justamente quando a coisa estava começando a ficar boa... Quando terminá-lo, provavelmente escreverei um artigo sobre ele; um dos melhores livros de Tolkien, que, infelizmente, ainda não foi lançado no Brasil (não que faça diferença, eu tenho a versão em inglês mesmo...)

2) Night World 1. Os três primeiros livros da coleção Night World, de L. J. Smith. Encomendei o livro na Saraiva e estou à espera dele para o começo do mês. Vampiros, bruxas, lobisomens e almas gêmeas. A série vem sendo lançada desde 96 e o volume final está previsto para esse verão. Infelizmente, não tem em português. Descobri os livros por acaso, pesquisando para New Dawn. Comentarei mais sobre ele quando tiver o bendito em minhas mãos. Mas vocês podem encontrar alguma coisa sobre a série aqui; talvez descubram porque a coisa toda me interessou...

3) Qualquer um de Diana Wynne Jones. Já li O Castelo Animado, que inspirou o filme do Miyazaki, mas não faria questão de relê-lo; está na minha lista de compras futuras (outra lista que nunca pára de crescer...). Estou doente pela continuação dele que, incrivelmente, já foi lançada em português: O Castelo no Ar e o terceiro, House of many ways. Howl e Sophie estão na minha lista de personagens favoritos e a Diana escreve deliciosamente bem. Eu recomendo. Inclusive para mim...

4) O Livro dos Seres Imaginários. Jorge Luís Borges é O Cara. Ele é uma das poucas coisas que invejo aos argentinos; não há nenhum escritor brasileiro de ficção fantástica no mesmo nível dele. Não me venham dizer que Guimarães Rosa se iguala ao Borges (como já ouvi gente dizer). Cada um com suas peculiaridades, Guimarães é um autor muito mais regional, enquanto Borges escreve para o mundo. É uma vergonha que eu não tenha um livro de Borges em casa; tudo o que li, fi-lo na biblioteca da Católica.

5) The Graveyard Book. É o livro mais novo do Gaiman. Eu o comprei na pré-venda, quase um mês antes dele ser lançado. Já li uma vez, mas estou com vontade de relê-lo. Na verdade, todos os livros de Gaiman que possuo estão na minha lista de livros que quero (re)ler. Considerando que tenho todos os romances e coletâneas dele, isso é um bocado...

6) Qualquer um do Terry Pratchett. Tenho todos os livros de Discworld que foram lançados no Brasil. Faz mais de um ano que a Conrad me deixa na expectativa do próximo lançamento. Estou prestes a comprar os livros em inglês mesmo, e dane-se que eles não fiquem todos bonitinhos na estante. Um ano à espera de Small Gods e nada??? Aff...

7) A Ilha do Tesouro. Estou com Stevenson na cabeça faz quase um mês, querendo reler A Ilha do Tesouro, um dos clássicos da minha infância. Catei em todo canto aqui em casa, mas não encontrei o bendito. Receio que ele faça parte da leva dos livros que se perderam na mudança de MS para PE, junto com o meu querido Os Contos da Condessa de Ségur. Esse, aliás, era outro que eu dava TUDO para pôr as mãos em cima. Mas nunca encontrei ele para comprar, nem mesmo em sebos. Se alguém vir uma cópia de Os Contos da Condessa de Ségur dando sopa por aí, me avisa? Eu realmente, realmente queria ter esse livro de novo.

8) Crônica de uma Morte Anunciada. Todo mundo só fala em Cem Anos de Solidão quando se fala em Gabriel García Marques. Eu, contudo, prefiro mil vezes essa pequena pérola. Outro livro que está na minha lista de compras...

9) Qualquer livro de Jane Austen. Razão e Sensibilidade e Orgulho e Preconceito, que são os livros que possuo, sempre estão na minha lista do que quero (re)ler. Definitivamente, irão na mala se eu conseguir meu 'retiro espiritual'. Alguém aí viu a edição em volume único de todas as obras dela em inglês? Cara, como babei naquilo... Quase comprei, mas acabei desistindo. Como já tenho dois dos livros em separado, achei melhor ir colecionando história por história. Não gosto muito de Emma, então está na lista de livros a comprar Persuasão e Mansfield Park por agora. Aliás, embora não seja da Austen, quero ver se finalmente consigo terminar de ler O Clube de Leitura de Jane Austen. Estou parada na metade há uns seis meses...

10) Qualquer livro de Shakespeare. Agora, pouco me importa que eu tenha todos os pocket books já lançados das obras shakesperianas. Depois de ter visto a nova edição das obras completas dele em 3 volumes da Agir, eu sei que não há jeito de eu não comprá-los. Mas, na minha lista do que quero ler esses dias, coloco Ricardo III (adooooooooro as vilanias do Ricardão) e Muito Barulho por Nada. Nada supera Beatriz e Benedicto. Aliás, eu não faria questão de rever o filme de 93 também... Emma Thompson e Kenneth Branagh estão perfeitos ali. Junto com a versão de 99 de Sonho de Uma Noite de Verão, é uma das melhores adaptações de Shakespeare para a telona. Aliás, alguém aí já assistiu a versão de O Mercador de Veneza com Al Pacino? PERFEITO! Tenho o dvd do Mercador; se encontrar Muito Barulho e Sonho de uma noite de verão nas promoções da americanas, vou adicioná-las à coleção.

11) North & South. É uma vergonha que não exista um livro da Elizabeth Gaskell em português. Babei até não mais poder na versão de Norte e Sul que a BBC fez. Tenho o livro em inglês no computador. Está na minha lista também das coisas que ainda não tive tempo de ler e estou me coçando para ver.

12) A trilogia Mortal Instruments. Baixei também os livros da Cassandra Clare. Não me lembro agora onde descobri essa mulher... Acho que foi no Fantastic Fiction. O importante a saber dela é que Cassandra começou como uma ficwriter, tendo escrito The Very Secret Diaries, que fez imenso sucesso entre os fãs de O Senhor dos Anéis e The Draco Trilogy, inspirado em Harry Potter. Aliás, depois de ler as entradas do diário de Aragorn, senti-me tentada a traduzir as fics dela para o português...

Day 34:


Frodo went to Mordor. Said he was going alone, but took Sam with him. Why?


My God, is everyone in this movie gay but me?


Not so sure about me either.


Still not King, goddammit.

13) The Viscount Who Loved Me. Ainda não li os dois últimos livros da Julia Quinn... e estou com imensa vontade de reler Anthony e Kate. Falando sério, O Visconde que me amava é simplesmente delicioso... e quem se importa que seja um romance de banca? Às vezes precisamos de uma dose de açúcar direto na veia. E a Quinn é uma Austen com um pouco de sexo. No mínimo, serve para morrer de rir - sério, a forma como Anthony e Kate sobem ao altar é de insólita. O cara tem fobias de abelha, ela é picada por uma, ele vai "sugar" o veneno dela... e as matronas da casa: a mãe dele, a mãe dela e a mulher mais fofoqueira da corte, dão de cara com a cena. HÁ! Ela me ganha só pelo fato de ter escrito uma versão de A Megera Domada na Inglaterra vitoriana. Ainda escreverei um longo artigo sobre essa mulher...

14) Neve Vermelha. Não é um livro, mas uma fic. Uma das melhores histórias que já li, baseada num dos melhores animes que já assisti - Ghost Hunt. Quero reler quando a Yumerin postar o epílogo. Na verdade, vou imprimir aquilo para ler, reler e re-reler. Vai estar debaixo do meu braço quando for para o meu retiro. Definitivamente.

Contei 14 tópicos, mas nesse meio aí tem muito mais que quatorze livros. E isso é só a ponta do iceberg - para usar do clichê. Até o final da semana, a lista já vai ter aumentado. Obviamente, quando chegar a hora - se chegar - não conseguirei dar conta nem da metade, porque estarei muito empolgada escrevendo. Toda vez que leio alguma coisa boa, me dá um surto para escrever.

Em todo caso, minha lista fica como sugestão para vocês também. Tudo o que quero ler e reler, aconselho aos amigos leitores que leiam também. Vocês têm aí uma lista bem eclética, que vai do fino da ficção fantástica até os romances mais açucarados possíveis. As férias de julho estão chegando, então, estão aí minhas dicas.

Da próxima vez, vou fazer uma lista dos livros do Eco que quero reler. Ah, Eco... Amo, amo, amo Umberto Eco.

Ok, melhor eu ir, antes que comece a fazer declarações de amor a Sheridan. Divirtam-se com minha lista... e sugiram vocês também o que devo carregar comigo no meu retiro espiritual para ler. Só não vale auto-ajuda, ou cortarei relações!

Até!

A Coruja


____________________________________

 

3 comentários:

  1. Eu tenho tantos livros para ler que nem dá para listar, senão eu surto!!!
    Aaaahhhh... Long John Silver!!!
    Hehehehehehe!
    Estou atualmente numa vibe Saramagueana ^^ Acabei de ler A Viagem do Elefante e estou (mais) apaixonada!!
    Beijocas!!

    ResponderExcluir
  2. Obrigado pelas dicas...vou deixar uma tmb adoro ler e uma das minhas ultimas leituras foi o livro A ordem é Amém de John Chelh e eu achei incrivel muito bom espero que gostem tmb...ele esta no site: www.seteseveneditora.com.br

    ResponderExcluir
  3. Obrigado pelas dicas...vou deixar uma tmb adoro ler e uma das minhas ultimas leituras foi o livro A ordem é Amém de John Chelh e eu achei incrivel muito bom espero que gostem tmb...ele esta no site: www.seteseveneditora.com.br

    ResponderExcluir

Sobre

Livros, viagens, filosofia de botequim e causos da carochinha: o Coruja em Teto de Zinco Quente foi criado para ser um depósito de ideias, opiniões, debates e resmungos sobre a vida, o universo e tudo o mais.

Cadastre seu email e receba as atualizações do blog

facebook

Arquivo do blog